Nick Menza, antigo baterista dos Megadeth, morreu em palco

Participou nos mais importantes álbuns do conhecido grupo de metal nos anos 1990. Tocava com outra banda, em Los Angeles, quando teve um ataque cardíaco em palco.

Foto
O baterista Nick Menza tinha 51 anos DR

Membro da formação mais clássica da banda nos anos 1990 e baterista do grupo de metal, Megadeth, Nick Menza, morreu na madrugada deste domingo, num pequeno clube de jazz em Los Angeles.

O baterista de 51 anos tocava com uma outra banda da qual era membro, OHM, quando teve um ataque cardíaco vindo a morrer em palco. Dave Mustaine, o líder e co-fundador dos Megadeth, disse no seu Twitter que acordou às quatro da manhã com as notícias. “Digam-me que isto não é verdade”, escreveu.

Já Marty Friedman, guitarrista da banda, escreveu no seu Facebook que para além de ser um grande baterista, Nick Menza era também um amigo de confiança, um divertido companheiro e um pai caloroso. Um espectador do concerto dos OHM descreveu que o baterista teve um colapso antes da terceira canção da noite.

Nick Menza tocou com os Megadeth nos mais bem-sucedidos álbuns do grupo dos anos 1990 como Rust In Peace, Countdown To Extinction ou Youthanasia, tendo deixado a banda depois de uma cirurgia ao joelho durante a digressão do álbum de 1997 Cryptic Writings. Era comum tocar no clube Baked Potato com o grupo OHM, que ele fundou em 2002 com outro veterano dos Megadeth, o guitarrista Chris Poland. Desde os anos 1980 que os Megadeth lançaram cerca de 15 álbuns de estúdio e quatro ao vivo.

Notícia corrigida às 14h30 de dia 23 para eliminar duas gralhas em nomes de membros dos Megadeth

Sugerir correcção