Lisboa

A justiça fechou Nininho em casa, a música abriu-lhe a porta

Tem o nome do pai, Avelino, mas desde pequeno que ficou conhecido por "Nininho". Há 2 anos, foi preso depois de desacatos numa noite de saída com amigos. Com uma ficha com antecedentes criminais, ficou um ano e 15 dias fechado em casa, com pulseira electrónica. Durante esse tempo, contou ao PÚBLICO, Nininho ficou "viciado nas limpezas" e começou a descobrir o talento para a música. Um dia, gravou com o telemóvel um vídeo seu a cantar, onde se podia ver no tornozelo a pulseira electrónica. O vídeo foi parar ao Youtube: tem já quase 800 mil visualizações. Em pouco tempo, ficou sem espaço para adicionar amigos no Facebook e a sua página de artista já conta com mais de 9 mil seguidores. "Cigano da parte do pai e não cigano da parte da mãe", acredita que a sua música tornou-se popular por ser uma mistura entre o pop e a cultura cigana. Hoje, Nininho vive da música.

Sugerir correcção