Polícia investiga possível overdose de Prince

Os pormenores da investigação são mantidos em sigilo, mas a polícia americana segue a pista de uma overdose provocada pelo consumo de um poderoso analgésico, o Percocet.

Foto
Prince morreu aos 57 anos no dia 21 de Abril DR

Os resultados dos exames toxicológicos realizados na autópsia só serão conhecidos daqui a três ou quatro semanas, mas a equipa policial está a investigar a possibilidade de a morte de Prince ter sido provocada por overdose de um analgésico opiáceo.

Um agente ligado ao caso revelou à Associated Press, sob anonimato, que a investigação procura saber se haveria um médico com Prince quando, uma semana antes da sua morte, este foi encontrado inconsciente no avião que o transportava de um concerto, obrigando a uma aterragem de emergência em Moline, no Illinois. Os agentes pretendem também descobrir que tipo de medicamentos se encontravam no avião naquele dia e em Paisley Park, a casa de Prince nos subúrbios de Minneapolis, quando da sua morte, bem como que médico, se algum, era responsável pela sua prescrição.

O mandato de busca a Paisley Park, emitido esta quinta-feira, é secreto. Jason Kamerud, o agente que o assinou, justificou o sigilo, decretado pelo juiz Eric Braaten, com a necessidade de evitar que pormenores tornados públicos possam ser prejudiciais à investigação e pôr em causa pessoas inocentes. Negou ainda que a US Drug Enforcement Administration, o departamento da polícia americana de combate ao narcotráfico, tenha sido chamada a apoiar a investigação em curso.

O agente anónimo confirmou ainda à Associated Press que, quando do colapso de Prince no avião aterrado de emergência em Moline, este foi reanimado com uma injecção de Narcan, substância usada para tratar overdoses de opiáceos. As suspeitas da polícia apontam para que Prince tenha consumido Percocet, um poderoso analgésico, ou um similar.

Quanto à informação tornada pública, permite perceber apenas o tempo que, no dia 21 de Abril, passou entre a chamada para a emergência médica e a declaração da morte de Prince. O telefonema foi feito às 9h43, por alguém não identificado, e dava conta que o músico tinha sido encontrado inconsciente num elevador do seu estúdio em Paisley Park. Cinco minutos depois, a polícia e uma equipa de emergência médica chegavam ao local. Falhadas as tentativas de reanimação, Prince foi declarado morto às 10h07