Uma “pat-ição” para acabar com a experimentação animal

ANIMAL criou petição para "ajudar a consciencializar as pessoas para o sofrimento terrível pelo qual passam muitos animais de várias espécies distintas nos laboratórios"

É uma abordagem "simpática" para um assunto antagónico a esse adjectivo. A Organização Não Governamental (ONG) ANIMAL criou uma campanha para "chamar a atenção das pessoas para uma realidade que muitas desconhecem" mas que é causadora de um "sofrimento terrível": a experimentação animal. A petição online — apelidada de "Pat-ição" —  conta já com mais de sete mil subscritores.

"Com esta campanha, queremos envolver as pessoas e também os animais que com elas partilham a vida, para que, de uma forma descontraída e sem imagens chocantes, se eduquem e ajudem a educar as pessoas que lhes são próximas”, escreve, em comunicado, a presidente da ANIMAL, Rita Silva. "Aqueles animais que vêm como parte da sua família também são utilizados em experiências. Falamos de cães e gatos, os mais próximos dos humanos", sublinha.

Para a ONG de defesa dos direitos fundamentais dos animais, a experimentação feita em bichos é, "em grande medida, uma fraude científica". E explicam porquê: "Para além de serem cruéis, os testes com animais levam frequentemente a becos sem saída quanto às conclusões a que conduzem, impedindo o progresso científico." Induzir artificialmente problemas de saúde em animais saudáveis, mantê-los em condições anti-naturais e causadoras de grande pressão psíquica e depois tentar aplicar os resultados destes procedimentos aos humanos "raramente funciona", sublinha a ANIMAL.

Os animais, lamenta a associação, são recursos de investigação "baratos e fáceis de conseguir e utilizar" e é por isso que "não há um verdadeiro estímulo para procurar métodos não-animais que possam ser mais avançados, fiáveis e eficazes". O Dia Mundial do Animal de Laboratório assinala-se neste domingo, dia 24 de Abril.