Filmes de Pedro Peralta e Cristèle Alves Meira integram Semana da Crítica de Cannes

Ascensão e Campo de víboras vão ter estreia no festival de cinema IndieLisboa que começa na próxima quarta-feira e no qual também estão em competição.

Foto
Ascensão, de Pedro Peralta dr

As curtas-metragens Ascensão, de Pedro Peralta, e Campo de víboras, de Cristèle Alves Meira, integram a competição da Semana da Crítica, uma das secções paralelas do Festival de Cinema de Cannes, marcado para Maio, foi esta segunda-feira anunciado.

Entre as dez curtas-metragens seleccionadas para a competição está também o filme brasileiro O delírio é a redenção dos aflitos, de Felipe Fernandes.

Ascensão e Campo de víboras serão exibidos em Cannes dias depois de terem estreia no festival de cinema IndieLisboa  no dia 28 de Abril (às 19h na sala Manoel de Oliveira do Cinema São Jorge). Ascensão, de Pedro Peralta (Competição Nacional/Competição Internacional) narra a história de um grupo de camponeses que tenta resgatar o corpo de um rapaz de um poço.  Campo de Víboras, de Cristèle Alves Meira (Competição Nacional) acontece em Trás-os-Montes e acolhe uma história de mistério e más-línguas durante as festividades dos Caretos. 

Em Ascensão, numa sequência de apenas três planos, Pedro Peralta filmou o esforço dos camponeses na recuperação do corpo, o silêncio das mulheres que assistem e ainda a mãe que acolhe o filho nos braços.

Campo de víboras é um filme da realizadora francesa Cristèle Alves Meira, de ascendência portuguesa, que foi rodado e inspirado em histórias do concelho de Vimioso. Com Ana Padrão, Ana Brito e Cunha e Simão Cayatte, a acção do filme decorre durante as festas dos Caretos.

Criada em 1962 pelo sindicato de críticos de cinema, a Semana da Crítica de Cannes tem como objectivo dar a conhecer novos talentos do cinema, apresentando  primeiras e segundas obras de realizadores de todo o mundo.

Por esta secção passaram nomes como Ken Loach, Wong Kar Wai, Jacques Audiard, Jeff Nichols, François Ozon, Gaspar Noé e Alejandro Gonzalez Iñárritu.

A 55.ª Semana da Crítica de Cannes começa um dia depois do festival, estando marcada de 12 a 20 de maio.

O júri é presidido pela actriz e realizadora Valérie Donzelli.

Sugerir correcção