E era mesmo verdade: Axl Rose será o novo vocalista dos AC/DC

O risco de surdez total de Brian Johnson levou a banda australiana a encontrar um novo vocalista: o escolhido é Axl Rose. E o primeiro concerto será em Lisboa, dia 7 de Maio.

Foto
O vocalista dos Guns N'Roses, aqui num concerto em Roterdão, em 2012, não é uma escolha consensual entre os fãs dos AC/DC AFP PHOTO / ANP / PAUL BERGEN

Os rumores corriam há algum tempo e foram-se avolumando à medida que surgiam relatos, sem confirmação, de ensaios dos AC/DC com o vocalista dos Guns N'Roses. Agora, é oficial. Axl Rose será o vocalista dos AC/DC nas datas restantes da digressão Rock Or Bust, que contemplam dez paragens nos Estados Unidos, que serão anunciadas brevemente, e 12 na Europa. O primeiro concerto desta reunião tão improvável há apenas alguns meses acontecerá em Lisboa, no Passeio Marítimo de Algés, já no dia 7 de Maio.

O comunicado oficial foi divulgado na página de Facebook dos AC/DC: “Os membros da banda agradecem a Brian Johnson a sua contribuição e dedicação ao longo dos anos. Por mais que queiramos que esta digressão termine como começou, apoiamos a decisão do Brian em salvar a sua audição”, lê-se no texto que partilharam com os fãs. De modo a não falharem as datas que tinham já marcadas até ao final do ano, a banda explica que aceitou o apoio de Axl Rose, 54 anos, que se ofereceu "gentilmente" para substituir Brian Johnson, 68 anos, vocalista dos AC/DC desde 1980, ano em que substituiu o falecido Bon Scott.

Nos últimos tempos, especulava-se sobre o futuro dos AC/DC: sobreviveram à perda do guitarrista fundador Malcolm Young, obrigado a abandonar a banda depois do diagnóstico de demência, e do baterista Phil Rudd, enredado em 2014 num bizarro caso que envolvia posse de droga e planos de assassinato de duas pessoas. A notícia de que Brian Johnson fora obrigado a abandonar a digressão Rock Or Bust, título do mais recente álbum da banda australiana, depois de receber um ultimato médico - ou deixava de subir a palco ou arriscava surdez total -, adensou as dúvidas quanto ao futuro do grupo. Ao silêncio por parte da banda sobrepôs-se o debate, entre os fãs e na imprensa, sobre qual deveria ser o passo seguinte. Acabar ou recrutar novo vocalista? E qual? Entretanto, começaram os rumores associando os AC/DC a Axl Rose.

A notícia de Axl Rose como novo vocalista (que de momento actua sentado devido a ter partido um pé) chegou horas antes do concerto dos Guns N' Roses, em cuja formação encontramos agora o regressado Slash, no festival Coachella, na Califórnia. A actuação contou com um convidado tornado ainda mais especial pelo contexto, Angus Young, guitarrista e fundador dos AC/DC. Em palco, banda e convidado tocaram dois clássicos da banda australiana, Whole lotta Rosie e Riff raff, e pareceram em feliz harmonia. Nos bastidores online, a discussão crescia entre os fãs dos AC/DC. Se a amostra do mundo virtual for representativa, podemos arriscar que a novidade não provocou a melhor das reacções. "Axl Rose já tem uma banda que precisa de um front man, os Guns N'Roses", ou "Axl Rose tornar-se o vocalista dos AC/DC soa a uma péssima piada de 1 de Abril de há 20 anos" foram alguns dos comentários publicados no Twitter. Outros, mais ponderados, reflectiam as dúvidas dos seus autores: "Axl Rose confirmado como substituto do Brian na próxima digressão dos AC/DC. Estou entusiasmada, assustada e intrigada ao mesmo tempo".

Só os concertos dirão se a escolha foi acertada. Enquanto não chega a data de Lisboa, resta imaginar como será. Temos Angus Young com os Guns N'Roses para dar uma pequena ajuda.