Foto

Com estas linhas se cose o Instagram

Bordados, tricot, crochet. Há muito que o P3 dá espaço ao corte e costura. No Instagram, o artesanato tem vindo a ganhar um espaço cada vez mais significativo. Recuperamos cinco contas que devem ser seguidas e pedimos a tua ajuda para descobrirmos mais

@rosapomar

Rosa Pomar rima com fotografar. E com tricotar, bordar, criar. Dobamos os seus dias através do Instagram: na conta @rosapomar vemo-nos entre novelos de lã e mosaico hidráulico, entre as artes tradicionais e a maternidade, entre as criações da Ervilha Cor De Rosa (tricotados, bordados e tecidos desde 2004) e o trabalho na Retrosaria. Nunca fez fotografia "a sério", como contava ao P3 há dois anos, mas já não se lembra bem de como é andar sem uma câmara no bolso: "O Instagram veio afinar ainda mais a possibilidade de comunicar com imagens, de transparecer pulsações, pequenos nadas. (...). Acho que gosto sobretudo da maneira como a fotografia se tornou uma língua e de como todos aprendemos a falá-la." Vê a galeria completa aqui.

@chiliphilly

O olhar infeliz de Phil Ferguson contrasta com os objectos coloridos que escolhe colocar na cabeça. Os alimentos são confeccionados por si, mas não numa cozinha: o jovem australiano faz fatias de pizza, gelados ou frutas de crochet. Tudo começou, conta num programa da "BBC World Service", como uma forma de se sentir menos sozinho quando mudou de cidade. Phil (ou @chiliphilly) chega a demorar semanas a completar alguns dos chapéus em forma de comida — e até já fez amigos. Só no Instagram já tem mais de 140 mil seguidores. Vê a galeria completa aqui.

@joanacaetano_jubela

Linhas que são pétalas, novelos que são dedais, pontos e nós que voam como andorinhas. Joana fazia adereços e assistência na construção de marionetas e começou a bordar "por acaso". "Quando percebi o potencial e a riqueza da técnica do bordado, acendeu-se uma luz na minha cabeça", confessava em 2014 ao P3. "O meu desafio foi pegar nestes saberes antigos e transformá-los em ideias novas". Daí nasceu a Jubela, marca de acessórios e peças bordadas que remetem para o imaginário popular e folclórico de Portugal. "A inspiração vem de tudo o que faz parte do meu dia-a-dia, de tudo o que sou", explica Joana, que também orienta "workshops" de bordado. Encara o Instagram (@joanacaetano_jubela) como mais uma ferramenta, que tanto usa para registar momentos das suas deambulações pelo Porto, onde vive, como para captar a evolução dos seus trabalhos: "Gosto de registar diferentes fases, pormenores ou coisas que se vão transformando à medida que o processo avança". Vê a galeria completa aqui.

@teeteeheehee


Geralmente, quem visita o Coliseu de Roma, fotografa-o. Teresa Lim bordou-o. E repetiu o processo com outros pontos de referência em Inglaterra, na República Checa, em Itália, na Holanda, na Alemanha, no Vietname, na Malásia, no Japão e na Austrália. O resultado é uma série de fotografias com a etiqueta #sewwanderlust, quase uma volta ao mundo... bordada. Mas as criações desta artista singapurense não se ficam pelas viagens, como o seu Instagram (@teeteeheehee) mostra. A jovem de 24 anos dedica-se sobretudo ao design de padrões, à ilustração e ao bordado, e com bastante sucesso: a recente colaboração com a Gucci prova-o. No seu website refere que os seus trabalhos procuram esbater a linha que divide o trabalho do ilustrador do de um designer têxtil. Busca inspiração na literatura e nas pessoas que conhece diariamente. Vê a galeria completa aqui.

@fiance_knowles

Designer, fotógrafa, VJ e mais qualquer coisa. Há meia dúzia de anos, Danielle Clough podia ser a mulher dos sete ofícios, mas não se considerava uma artesã — e muito menos uma desportista. "Isto conta como ter interesse em desporto?", escreveu ironicamente a artista sul-africana no topo da série “What a racket” em que utiliza velhas raquetes de ténis, badminton e "squash" como suporte para bordados. Foi o Instagram que transformou num negócio o seu trabalho, que curiosamente se aproxima pouco do mundo digital e mais daquilo que nos habituámos a ver nas mãos das nossas avós. A conta @fiance_knowles ("sew far sew good") conta já com mais de 50 mil seguidores. Vê a galeria completa aqui.