O gestor cultural Miguel Honrado é o novo secretário de Estado da Cultura

O actual presidente do conselho de administração do Teatro Nacional D. Maria II vai substituir a secretária de Estado da Cultura, Isabel Botelho Leal.

Foto
Nelson Garrido

O novo secretário de Estado da Cultura vai ser Miguel Honrado, actual presidente do conselho de administração do Teatro Nacional D. Maria II, segundo uma nota divulgada este domingo no site da Presidência da República. O novo secretário de Estado tomará posse na quinta-feira, juntamente com o novo ministro da Cultura, o embaixador Luís Filipe Castro Mendes.

Honrado estava no D. Maria II, em Lisboa, há pouco mais de um ano, tendo integrado a equipa do teatro nacional depois de ter presidido durante sete anos à Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural de Lisboa (EGEAC), que gere os equipamentos culturais da Câmara Municipal de Lisboa. Honrado chegou à presidência desta empresa pública em 2007, quando o primeiro-ministro António Costa ganhou pela primeira vez a Câmara Municipal de Lisboa.

Miguel Honrado, 50 anos, é um gestor cultural que trabalha desde 1989 na área, com uma ligação especial à dança. É licenciado em História pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e o seu currículo inclui uma pós-graduação em curadoria e organização de exposições pela ESBAL/Fundação Calouste Gulbenkian. 

"Se tiver condições, vai ser um excelente secretário de Estado. Está muito bem preparado, conhece muito bem todo o sector artístico e também o território. É um homem com mundo", diz o programador António Pinto Ribeiro, com quem Honrado trabalhou no programa Estado do Mundo (Gulbenkian), quando foi responsável, também em 2007, por todas as actividades dos espaços livres, jardim e multiculturais. 

Antes da EGEAC, Miguel Honrado coordenou a equipa do Departamento de Dança do Instituto Português das Artes do Espectáculo, onde esteve até 2002, e foi director artístico do Teatro Viriato, em Viseu (2003-2006). Participou ainda no Festival Europália e nas programações da Exposição Universal de Sevilha 92, da Exposição Mundial de Lisboa 98 e de Lisboa Capital Europeia 94.

Miguel Honrado sucede a Isabel Botelho Leal, que cessa funções com João Soares depois da demissão do ministro da Cultura na semana passada. O primeiro-ministro, António Costa, aceitou na sexta-feira o pedido de demissão de João Soares na sequência de declarações do governante no Facebook em que prometia "salutares bofetadas" aos colunistas do PÚBLICO, Augusto M. Seabra e Vasco Pulido Valente.