PSD quer ouvir João Soares e directora do PÚBLICO sobre caso das "bofetadas"

Presidente da ERC também será chamado.

Foto
João Soares é chamado a dar explicações no Parlamento Adriano Miranda

A bancada do PSD quer ouvir o ministro da Cultura, João Soares, o presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social, Carlos Magno, e a directora do PÚBLICO, Bárbara Reis, a propósito da ameaça de "bofetadas" do governante a dois colunistas do jornal, Augusto M. Seabra e Vasco Pulido Valente. O caso já foi parodiado na internet.

O deputado social-democrata Pedro Pimpão considerou ser "pertinente" a realização das três audições, tendo em conta a "especial agravante das declarações proferidas pelo responsável do Governo que tem a tutela da comunicação social". 

O pedido vai dar entrada na comissão parlamentar de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto e deverá ser apreciado já na reunião da próxima semana. Se for aprovado, as audições serão então agendadas. 

Questionado sobre se o pedido de desculpas do primeiro-ministro não foi suficiente, o deputado não quis comentar. "Não vamos entrar por aí. São as declarações proferidas pelo ministro que o Parlamento tem de escrutinar", afirmou aos jornalistas Pedro Pimpão no Parlamento. 

O social-democrata considerou que o ministro teve uma "enorme falta de respeito pela liberdade de expressão em Portugal" e que é agravada por João Soares tutelar a área da comunicação social. 

O ministro ameaçou esta quinta-feira, na rede social Facebook, dar umas "bofetadas" a Vasco Pulido Valente e Augusto Seabra, ambos colunistas do PÚBLICO que publicaram artigos de opinião críticos da política do ministério da Cultura.  

Análise: João Soares - um ministro à solta no Facebook

Editorial: Uma clara falta de sentido de Estado