Presidente da República será “primeiro visitante” do NewsMuseum

Comentador do PSD não compreende a posição de Seguro sobre o memorando
Foto
Marcelo quer a economia a crescer Sérgio Azenha

O Presidente da República vai ser "o primeiro visitante" do NewsMuseum, dedicado às notícias e à comunicação, que abre nos primeiros minutos do dia 25 de Abril no centro histórico de Sintra.

Segundo explicou Rodrigo Moita de Deus, director do NewsMuseum, a abertura do espaço está prevista para pouco depois das 00h00 de 25 de Abril e terá Marcelo Rebelo de Sousa como o seu "primeiro visitante".

O futuro Museu das Notícias, dos Media e da Comunicação ocupa as antigas instalações do Museu do Brinquedo, no centro histórico de Sintra, onde esta terça-feira foi assinado um protocolo de colaboração com a Agência Lusa, para a cedência de equipamentos e utilização do arquivo e do serviço noticioso. "O arquivo da Lusa é absolutamente fundamental para compreendermos este último período da história de Portugal, compreendermos a forma como os factos se relacionam", salientou Rodrigo Moita de Deus, que destacou também uma "participação importante" na área dedicada às agências de notícias.

Além de equipamentos expostos juntamente com espólio da congénere espanhola Efe, o acordo de colaboração entre o museu e a Agência Lusa prevê ainda a disponibilização do arquivo histórico de fotografia e de textos da agência portuguesa, bem como do serviço flash de notícias.

O equipamento terá mais de 25 módulos temáticos, distribuídos pelos três andares do edifício, cedido pelo município por 20 anos a uma associação criada por Luís Paixão Martins, antigo jornalista de agência e empresário do sector da comunicação.

Um dos principais espaços do novo museu reside no "iArena", um lounge com 67 metros quadrados, com um ecrã que reage ao tacto e com uma visão quase a 360 graus, que vai proporcionar "uma grande dose de interactividade", realçou Rodrigo Moita de Deus. A sala possui áreas temáticas dedicadas aos jornalistas que se tornaram notícia, uma estante multimédia sobre comunicação, a descrição do Bairro Alto (Lisboa), onde se concentrava os principais jornais nacionais, e o "altar dos media" relacionado com Fátima.

Uma torre metálica com 70 monitores ('A Pirâmide de Babel'), junto às escadas dos diferentes pisos, está ligada aos principais canais televisivos de notícias do mundo, a par da projecção de centenas de títulos em tempo real na aplicação "último minuto" com os temas da actualidade, com base nos media nacionais e internacionais.

Além de áreas dedicadas, por exemplo, à propaganda, aos géneros jornalísticos, bad news, mind games e guerras, os visitantes podem ainda revisitar uma réplica do estúdio do Rádio Clube Português, aos microfones do qual foi lido o comunicado do Movimento das Forças Armadas no dia 25 de Abril de 1974. Uma galeria de homenagem perpétua aos jornalistas e um espaço de realidade virtual sobre os futuros suportes de comunicação são outras áreas a visitar.

"Aquilo que fizemos foi contar um pouco da história dos últimos 120 anos do país, e um pouco do mundo, nas notícias que fomos vendo, ouvindo e lendo", explicou Rodrigo Moita de Deus. O NewsMuseum "é um museu vivo, construído, pensado e desenhado para seja mexido, tocado, ouvido e sentido também, porque as experiências sentem-se”, frisou.