Passos Coelho tem 4000 novos militantes para apresentar no Congresso

Depois das eleições legislativas de 4 de Outubro, o PSD angariou quatro mil novos militantes. A maior parte deles inscreveu-se já depois de Passos Coelho sair do Governo

Foto
O XXXVI Congresso do PSD está agendado para este fim-de-semana Miguel Manso

Com quatro mil novos cartões de militantes passados nos últimos meses, desde Outubro, Pedro Passos Coelho vai apresentar-se no XXXVI Congresso do PSD como um líder que ainda consegue captar simpatias. Sobretudo entre os jovens, homens e estudantes. O partido fez as contas às inscrições recentes e concluiu que só entre 4 de Outubro, data das legislativas, e 31 de Dezembro de 2016, foram 1689 os novos sociais-democratas a associarem-se ao partido. Os restantes 2311 só passaram a ser militantes depois do Ano Novo.

O PSD já fez a caracterização da primeira fatia de novos membros os tais 1689. Desses, 53,94% são homens e só 3,14% tem mais de 69 anos. A faixa etária mais representada é a que vai dos 29 aos 50 anos (é a idade de 25,88% dos mais recentes sociais-democratas encartados). Mais de um terço dos novos militantes são estudantes ou desempregados e só 1,54% são operários. Dado curioso, só se inscreveram 11 advogados entre 4 de Outubro e 31 de dezembro de 2015, o que corresponde a menos de um por cento.

Desde as legislativas, o partido também renovou a sua equipa dirigente com 5176 membros. Entre esses, as mulheres não estão bem representadas, já que quase 80% dos novos eleitos para as comissões políticas distritais, concelhias ou de núcleos do partido são homens. Um terço dos dirigentes mais recentes têm menos de 30 anos e os mais bem representados são os estudantes universitários.

O XXXVI Congresso do PSD está agendado para este fim-de-semana, de 1 a 3 de Abril. Resta saber se a renovação de quadros e de militantes se vai estender à equipa do líder.