Nuno Baltazar montou o Circus no Portugal Fashion com ajuda de American Horror Story

Inspirado nas personagens de Jessica Lange, designer foi ao lado negro e voltou também ao universo masculino.

Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria

Circo não é o ambiente que mais se associa a Nuno Baltazar, designer de moda que se movimenta há doze anos em universos femininos delicados, marcados pelo cinema, por figuras femininas históricas e glamorosas. Este sábado no Portugal Fashion, Nuno Baltazar montou o seu Circus com uma colecção com mais negrume, fruto da inspiração nas personagens de Jessica Lange nas séries American Horror Story e com alguns homens de permeio.

“O homem faz parte do lado negro das mulheres, no bom sentido, um lado mais picante, mais sexual, de vício, que todos temos”, diz ao PÚBLICO, rodeado de dezenas de modelos, femininos e masculinos, que se despem das suas identidades quotidianas e vestem de Nuno Baltazar. O espectáculo vai começar num início de sábado do 38.º Portugal Fashion, a quarta edição consecutiva de Baltazar no evento depois de oito anos exclusivamente na ModaLisboa.

O público veio encher a sala da Alfândega do Porto, como antes no Museu do Carro Eléctrico para ver Luís Buchinho, e com a música de freak show da série de Ryan Murphy juntaram-se as tendências das séries, a tentação do mercado masculino que cresce e a atracção pelo lado negro numa altura em que Nuno Baltazar cumpre 40 anos.

A colecção masculina, em negros e cinzentos de cortes limpos, foi feita quase em segredo. “Há mais de dez anos que não fazia [colecção de] homem”, lembra ainda antes do desfile, pontuado então por 12 conjuntos masculinos no meio de dezenas de mulheres de mostarda e sangue, muitas texturas volumosas (o veludo pónei, o glitter, as rendas, as mangas vaporosas), mas sempre ladylike. “Há já muito que tenho vindo a ser desafiado por homens a [voltar a] apresentar peças masculinas, é uma primeira abordagem, quero desenvolvê-la mais e melhor - mas este tema pedia-me isso”.  

O Portugal Fashion termina este sábado com o regresso de Alexandra Moura ao evento e com desfiles de marcas da indústria ou do sector comercial português.