Blatter recebeu 3,3 milhões em 2015, ano de forte prejuízo para a FIFA

O organismo que rege o futebol mundial apresentou um saldo negativo de 107 milhões de euros.

Foto

O ex-presidente da FIFA Joseph Blatter recebeu de salário 3,6 milhões de francos suíços (quase 3,3 milhões de euros) em 2015, segundo o relatório e contas apresentado nesta quinta-feira pelo organismo que superintende o futebol mundial.

No mesmo documento, a FIFA, assolada por um escândalo de corrupção, apresenta um prejuízo recorde de quase 118 milhões de francos suíços (mais de 107 milhões de euros), depois do lucro de 124,5 milhões de euros em 2014.

Jérôme Valcke, antigo secretário-geral da FIFA e "braço direito" de Blatter, entretanto demitido, teve em 2015 um salário de 2,1 milhões de francos suíços (pouco mais de dois milhões de euros).

Segundo a nota da FIFA, o organismo não apresentava resultados negativos desde 2002. "Com o plano de reformas recentemente aprovado, a FIFA vai virar a página e emergir mais forte do que nunca. Durante o meu mandato, comprometo-me a conduzir a FIFA a um futuro mais sustentável, para que todos possam voltar a dirigir o foco total ao futebol", refere o recém-eleito presidente do organismo, Gianni Infantino.