Tim Burton volta à fantasia – e já há imagens do novo filme

A Casa da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares adapta um bestseller e é protagonizado por Eva Green, Judi Dench e Asa Butterfield.

Fotogaleria
Eva Green como Senhora Peregrine DR
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
Asa Butterfield e Ella Purnell DR

Depois de Olhos Grandes, o filme menos rentável de Tim Burton nos últimos 20 anos, e enquanto se prepara para voltar a Beetlejuice – Os Fantasmas Divertem-se, o realizador volta em 2016 com A Casa da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares – as primeiras imagens deste regresso do cineasta ao universo juvenil e fantástico foram agora divulgadas e com elas vêm Eva Green, Judi Dench e companhia no universo que funde Burton e o livro homónimo de Ransom Riggs.

Eva Green é a Senhora Peregrine, personagem título do bestseller de 2011 que conta a história de Jacob, um jovem atormentado após a morte do seu avô e que acaba a seguir pistas através do planeta e de várias realidades ou mundos, encontrando outros jovens com capacidades especiais – ou peculiares – em torno de um orfanato (aparentemente) abandonado. Entre bem, mal e viagens no tempo, a personagem de Green é, como disse Burton à revista Empire, “uma estranha personagem tipo-Mary Poppins – uma pessoa forte e misteriosa que parece que se poderia transformar num pássaro”. E que se transforma mesmo.  

Do elenco fazem parte Asa Butterfield como Jacob, Allison Janney (Dr. Golan), Rupert Everett, Terence Stamp (Abraham Portman), Judi Dench (Miss Avocet) ou Samuel L. Jackson (Barron). A personagem de Dench, a senhora Avocet, é mais uma protectora: “Neste mundo peculiar, as mulheres são as protectoras. Miss Avocet é a responsável de uma outra escola peculiar. Mas, muito como a ave que lhe dá nome [um tipo de ave pernalta], tem uma energia um pouco mais nervosa, mais combativa do que Miss Peregrine”, contou o realizador à mesma publicação de cinema britânica.

A estreia mundial, com base no livro que nasceu da colecção de fotografias vintage de Riggs, está marcada para Setembro. Tim Burton, citado no comunicado da distribuidora portuguesa do filme, diz ter ficado “imediatamente intrigado com as misteriosas e assombrosas imagens” da obra: “Uma menina, mais leve que o ar, um menino com abelhas a viver no seu estômago, uma mulher que se transforma num pássaro – era um mundo que eu queria explorar. E foi assim que fiz um filme sobre eles.” À revista Entertainment Weekly, Burton descreve a atmosfera que as imagens antigas lhe transmitiram como “velhos filmes de terror, ou sonhos”.

O filme, rodado na Florida, na Bélgica e na Cornualha, será então o sucessor de Olhos Grandes, tido como um dos flops da carreira de Tim Burton, que volta agora a filmar com um elenco maioritariamente infanto-juvenil depois de Alice no País das Maravilhas ou Charlie e a Fábrica de Chocolate. Olhos Grandes, de 2014, só tem parelha na filmografia de Burton, em termos de fracos resultados de bilheteira, com Ed Wood, um filme de 1994 com um perfil muito menos popular (é sobre o cineasta do mau gosto que realizou Glen or Glenda? ou Plan 9 From Outer Space) do que a história protagonizada por Christoph Waltz e Amy Adams.

Depois de A Casa da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares, Burton tem na calha Beetlejuice 2, que vai realizar, e Alice Através do Espelho, do qual será apenas produtor.