O cobertor de papa, também conhecido por cobertor de pelo e manta lobeira, é fabricado com lã churra de ovelha DR
Foto
O cobertor de papa, também conhecido por cobertor de pelo e manta lobeira, é fabricado com lã churra de ovelha DR

Cobertor típico da Guarda desfila na Moda Lisboa e Portugal Fashion

O cobertor de papa, também conhecido por "cobertor de pelo" e "manta lobeira" é fabricado com lã churra de ovelha

O cobertor de papa, peça de lã de fio grosso, típica da região da Guarda, vai desfilar nas próximas edições dos eventos Moda Lisboa e Portugal Fashion, graças à estilista Alexandra Moura. Segundo o presidente da câmara da Guarda, Álvaro Amaro, as peças produzidas a partir do cobertor de papa irão marcar presença nos dois eventos a realizar este mês, em Lisboa e no Porto, no seguimento do desafio lançado à estilista para que criasse "cinco produtos a partir daquilo que é a matéria-prima que originava o cobertor de papa".

O cobertor de papa, também conhecido por "cobertor de pelo" e "manta lobeira" é fabricado com lã churra de ovelha. O autarca referiu que a autarquia vai investir cerca de 20 mil euros no projecto porque pretende "fazer tudo" o que estiver ao seu alcance para valorizar e divulgar "um produto que foi muito importante" para a economia local e nacional. "Tem que ser possível, e é essa a nossa convicção, que através do cobertor de papa, do produto que dava origem ao cobertor de papa, nós não possamos fazer apenas cobertores, mas produtos diferenciados e que o mercado queira comprar", declarou na conferência de imprensa de apresentação do projeto.

Álvaro Amaro reconheceu que a estilista Alexandra Moura, ao incluir aquele produto típico da região da Guarda nas suas peças, "ajudará a projectar" o cobertor de papa a nível nacional e internacional. "Quem nos dera que amanhã nós possamos ter produtos de grande nível, de boa aceitação no mercado e, com isso, poder ajudar a economia local", desejou.

A ideia da autarquia é "projectar o cobertor de papa e dinamizar a sua produção através da recriação", tendo como objectivo salvaguardar o futuro deste produto artesanal que atualmente apenas é produzido na Escola de Artes e Ofícios de Maçainhas, também envolvida no projecto apresentado esta semana.

Amor à primeira vista

A estilista Alexandra Moura contou que o desafio da autarquia da Guarda para trabalhar com o cobertor de papa foi "um bocadinho como amor à primeira vista" e que é sua vontade "levar o cobertor de papa bem mais à frente". Indicou que irá produzir quatro peças originais a partir daquele artigo típico da região da Guarda, que serão utilizadas nos desfiles Moda Lisboa, a 12 de Março, e Portugal Fashion, no Porto, dia 19.

"É com muito orgulho que vou fazer estas duas apresentações já com o cobertor", disse aos jornalistas, adiantando que o mesmo será mostrado "em todo o seu esplendor". Alexandra Moura disse ainda que no evento Moda Lisboa colocará peças feitas com o cobertor de papa no expositor onde terá os seus artigos para divulgação e venda. "Serão outras peças diferentes do desfile e também com um outro conceito", rematou.