Carro autónomo da Google embate contra autocarro

Esta poderá ser a primeira vez em que um dos famosos carros sem condutor da Google é culpado de causar um acidente.

Foto

Um carro sem condutor da Google colidiu com um autocarro em Mountain View, na Califórnia. O incidente ocorreu no passado dia 14 de Fevereiro, e o relatório do Departamento de Veículos Motorizados da Califórnia (DMV) foi divulgado na segunda-feira.

O carro da Google circulava a uma velocidade de três quilómetros hora e o autocarro a 24 quilómetros hora quando se deu a colisão. Ninguém ficou ferido.

Esta não é a primeira vez que os famosos carros sem condutor da Google estão envolvidos em acidentes, mas poderá ser a primeira vez que causaram um.

A gigante da tecnologia e o DMV irão agora reunir-se para discutir o acidente. Apesar de no relatório divulgado pelo DMV não estar ainda referido o culpado, a Google já assumiu, através de um comunicado, a responsabilidade. “Tivemos claramente alguma responsabilidade, porque se o nosso carro não se tivesse movido, não teria havido uma colisão”.

No mesmo comunicado, a Google afirma que o carro estava a tentar contornar sacos de areia que estavam na estrada, quando a sua dianteira esquerda embateu contra o autocarro. O piloto de testes do carro, que segundo a lei deve estar no lugar da frente para tomar controlo do carro quando necessário, pensou que o autocarro iria ceder a passagem, daí não ter intervindo na situação.

“O veículo detectou sacos de areia que estavam a bloquear o caminho, por isso necessitou de parar. Depois de esperar que outros veículos passassem, o nosso veículo, ainda em modo autónomo, começou a voltar para o centro da faixa a uma velocidade perto das duas milhas por hora [cerca de três quilómetros hora] e entrou em contacto com um autocarro que estava a passar a uma velocidade de 15 milhas por hora [cerca de 24 quilómetros hora]. O nosso carro detectou a aproximação do autocarro, mas previu que ele nos iria ceder a passagem, visto estarmos à sua frente”, afirma a Google no comunicado.

Se for determinado que o veículo da Google foi o culpado no acidente terá sido a primeira vez que um dos SUV da empresa de tecnologia causou um acidente no seu modo autónomo.Uma decisão do DMV que vá nesse sentido poderá ser vista como um retrocesso no ambicioso projecto da empresa relativamente aos veículos autónomos.

Este incidente surge quatro dias depois de a Administração Nacional de Segurança no Tráfego Rodoviário ter afirmado à Google que poderia vir a atribuir aos carros sem condutor da empresa o mesmo tratamento jurídico que é dado aos condutores humanos.

Os carros autónomos da Google já estiveram envolvidos em mais de uma dúzia de acidentes, mas, até agora, os seus veículos nunca tinham sido responsabilizados.