Torne-se perito

Alejandro G. Iñárritu é o Melhor Realizador e entra na história dos Óscares

"Leonardo, tu és O Renascido", agradeceu o realizador mexicano no seu quarto prémio da Academia.

Fotogaleria
Iñárritu realizou O Renascido DR
Fotogaleria
George Miller realizou Mad Max: Estrada da Fúria DR
Fotogaleria
Tom McCarthy realizou O Caso Spotlight dr
Fotogaleria
Adam McKay realizou A Queda de Wall Street dr
Fotogaleria
Lenny Abrahamson realizou Quarto dr

A vitória de Alejandro G. Iñárritu no Óscar de Melhor Realizador pelo seu trabalho em O Renascido coloca-o na histórica companhia de John Ford e Joseph L. Mankiewicz, os únicos dois cineastas que, antes dele, venceram dois anos consectivos o prémio da Academia. Fizeram-no, respectivamente, com As Vinhas da Ira e O Vale Era Verde e com Carta a Três Mulheres e All About Eve.

Em 2015, o realizador mexicano venceu com Birdman. E este ano tinha já sido o distinguido pela Guilda dos Realizadores. Este é o seu quarto prémio da Academia, depois do triplo Óscar para Argumento Original, Realizador e Filme de Birdman.

Estavam também nomeados George Miller (Mad Max: Estrada da Fúria), Adam McKay (A Queda de Wall Street), Lenny Abrahamson (Quarto) e Tom McCarthy (O Caso Spotlight) para Melhor Realizador – todos autores de títulos nomeados para Melhor Filme. Ficaram de fora das escolhas da Academia Steven Spielberg por A Ponte dos Espiões ou Ridley Scott por Perdido em Marte – ambos nomeados para Melhor Filme. 

Sugerir correcção