Fotogaleria
A Nómada tem dois tampos de altura regulável para se ajustar à postura do utilizador DR
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
Quando virada ao contrário, a mesa transforma-se em quadro branco para ser usado com canetas de feltro DR

Nómada, uma mesa portuguesa para trabalhares de pé

Empresa de Ponte de Lima desenvolveu um suporte para ser colocado em cima de secretárias. O objectivo? Melhorar a saúde de quem trabalha muitas horas ao computador, potenciando o trabalho de pé e com as costas esticadas

Quem trabalha, no computador ou não, sentado a uma secretária sabe o que acontece ao fim de poucas horas: o corpo começa a escorregar pela cadeira, a postura piora e as costas começam a doer. Somando, em média, uma pessoa está sentada perto de 19 horas por dia, escreve a “New Yorker” — e muitas destas horas serão passadas no local de trabalho. Foi para solucionar as dores lombares e a falta de energia causadas pela postura sedentária em ambiente laboral que António Vieira decidiu criar a Nómada, uma peça de mobiliário para se trabalhar de pé.

A mesa adaptável está desenhada para ser colocada em cima de uma superfície já existente — outra mesa ou secretária, por exemplo — e tem dois pequenos tampos cuja altura pode variar. A ideia é que o corpo fique esticado, com ecrãs à altura dos olhos e teclados ou ratos à altura dos braços.

A Nómada — uma das dezenas de peças de mobiliário da marca Boomerango, da incubadora de projectos Weproductise — começou a ser desenvolvida no início de 2015 mas só um ano depois passou a estar disponível para compra, a partir do site, desde 89 euros. “O nosso conceito é que o utilizador consiga sempre montar e desmontar facilmente as peças, que devem ter mais do que uma funcionalidade”, explicou António Vieira, 43 anos, ao P3.

A peça é modular e tem um peso que pode variar oscilar entre os seis e os dez quilogramas. “Não tem um único parafuso e monta-se apenas com encaixes e sistemas de segurança em menos de um minuto”, garantiu o fundador da Weproductise. Desenhada e produzida em Ponte de Lima, a Nómada é feita de a derivados de madeira com origem em Portugal e na Finlândia. Todos os materiais, assegurou António Vieira, são ecológicos e têm certificados de protecção da natureza.

Disponível em dois modelos (um para adultos e outro para crianças) e com acabamentos diferentes, a mesa pode ainda funcionar como quadro branco, com base de escrita com canetas de feltro, para desenhos e esquemas em reuniões. Para breve, a Boomerango tem previsto o lançamento de uma linha de iluminação para ser integrada nesta secretária, bem como uma linha de mobiliário funcional para casa e escritório.