Torne-se perito

Vilamoura é “palco” para mil cavalos de alta competição

Na época baixa do turismo, os saltos de cavalos quebram a sazonalidade e atraem cavaleiros de quase todo o mundo.

Foto

Cavaleiros de 27 países disputam em Vilamoura, desde a passada terça-feira, prémios no valor de 800 mil euros em provas de alta competição internacional O evento, a par da realização desportiva, surge como cartaz de animação numa altura de época baixa do turismo. Nesse sentido, o presidente da Região de Turismo do Algarve (RTA), Desidério Silva, na apresentação deste evento, que decorrerá até dia 3 de Abril, salientou a necessidade de quebrar o “centralismo cada vez maior”, valorizando iniciativas que ultrapassam as fronteiras da região e do país.

Os bons resultados económicos que o sector alcançou no último ano, disse nesta quinta-feira o presidente da RTA, “não são só pelas dormidas”. O turismo algarvio, no seu entender, tem vindo a beneficiar do Vilamoura Atlantic Tour enquanto factor multiplicador da actividade económica. Mais de 2 mil pessoas estão envolvidas directamente neste evento, com três provas a contar para o Campeonato Europeu de 2017. De ano para ano, salientou o responsável pela organização, António Moura, “cresce o reconhecimento público” desta iniciativa, orçada em 1,5 milhões de euros, com mil cavalos em prova. Quanto a apoios, revelou, “pela primeira vez temos patrocinadores estrangeiros, ingleses e irlandeses”, a juntar às entidades públicas e privadas portuguesas.

A organização, a cargo do Centro Equestre de Vilamoura, diz que se trata do “maior evento hípico da Europa”, assumindo o compromisso de pretender difundir a “cultura do cavalo”. António Moura salientou, por isso, que os espectadores têm entrada gratuita. No recinto envolvente às pistas de saltos foi criado um conjunto de equipamentos, onde nem faltou um SPA para que os cavalos possam livrar-se do stress. Quanto ao lazer para cavaleiros e acompanhantes, a oferta estende-se dos restaurantes às lojas passando pelo golfe. A área das tendas, montadas especialmente para as provas, ocupa 12 mil metros quadrados.

Sugerir correcção