Jorge Sequeira diz que "grande vencedor" será a abstenção

Uma abstenção elevada "significa que ninguém se identifica, ninguém se revê com o actual sistema partidocrático", defende o candidato a Belém.

Jorge Sequeira cumprimenta Marcelo antes de um debate televisivo
Foto
Jorge Sequeira cumprimenta Marcelo antes de um debate televisivo Daniel Rocha

O candidato presidencial Jorge Sequeira alertou nesta sexta-feira que o "grande vencedor" das eleições de domingo será a abstenção e disse que isso é que "mais deveria incomodar" os analistas políticos e a sociedade.

"Tenho pena, não pela minha pessoa, porque eu não sou ninguém", mas aquilo que nas sondagens "é mais relevante não é a minha posição (...), é que o grande vencedor, e isto a mim magoa-me imenso, vai ser novamente a abstenção", afirmou o candidato.

O psicólogo, que falava à margem de uma visita a uma instituição de solidariedade social em Vila Nova de Gaia, acrescentou que "esse é o número que mais deveria incomodar as pessoas, os analistas políticos, os vencedores, os vencidos e toda a sociedade: a abstenção".

"Cada vez mais as pessoas fogem de ir votar e qualquer dia só vão votar os que aparecem no boletim de voto, dez, porque já ninguém dá para este peditório", realçou o candidato.

Para o Jorge Sequeira, uma abstenção elevada "significa que ninguém se identifica, ninguém se revê com o actual sistema partidocrático".

No último dia de campanha, Jorge Sequeira fez "um balanço muito positivo" dos últimos 15 dias e afirmou: "Comecei do zero, vou ter mais que zero. Consegui tocar em consciências, consegui pôr muita gente a pensar".

O psicólogo relatou mesmo ter "e-mails e mensagens absolutamente incríveis de pessoas apaixonadas pela causa da cidadania".

Questionado sobre as mais recentes sondagens, Jorge Sequeira disse acreditar que irá ter um resultado superior.

"Eu, com a minha candidatura, quis plantar alguma coisa. Posso não colher muito, mas também não vim aqui para me encher de fama, nem de dinheiro, nem de glória", disse.

A instituição visitada, Olharfuturo, foi criada em 2006 e tem como missão ajudar a minorar o insucesso escolar de crianças e jovens em risco.

As próximas eleições para eleger o Presidente da República realizam-se no próximo domingo.

Marcelo Rebelo de Sousa, Maria de Belém Roseira, Sampaio da Nóvoa, Edgar Silva, Marisa Matias, Vitorino Silva, conhecido por Tino de Rans, Henrique Neto, Cândido Ferreira, Paulo de Morais e Jorge Sequeira são os candidatos a Belém.