Sporting-Tavira nas estradas até 2019 a competir para “ganhar”

Depois do projecto com a W52 ter abortado, os "leões" regressam ao ciclismo numa parceria com o Tavira.

O Sporting vai surgir no pelotão nacional
Foto
O Sporting vai surgir no pelotão nacional DR

A equipa de ciclismo profissional Sporting-Tavira, apresentada nesta segunda-feira oficialmente, vai para a estrada durante os próximos quatro anos a competir "para ganhar", garantiu o presidente do Sporting, Bruno de Carvalho.

O dirigente "leonino" e os presidentes da Câmara Municipal de Tavira, Jorge Botelho, e do Clube de Ciclismo de Tavira, Marcelino Teixeira, assinaram, no salão nobre da autarquia, recheado de adeptos sportinguistas, os acordos que dão início à parceria de quatro anos, passível de ser renovada pelas partes no final de 2019.

O regresso do Sporting à modalidade, com o nome oficial de Sporting Clube de Portugal/Tavira, quase duas décadas depois, será assim partilhado com o emblema tavirense, que compete ininterruptamente há mais tempo no pelotão mundial (37 anos).

Apesar de nenhuma das partes ter revelado o orçamento, Bruno de Carvalho deixou claro que o valor será o "suficiente e necessário" para a equipa "poder competir para ganhar" em todas as provas em que participe.

Depois de ter falhado o acordo com a W52, que entretanto se associou ao FC Porto, o líder do Sporting salientou hoje que "há males que vêm por bem".

"Não vale a pena esconder, havia um acordo com uma equipa, mas, felizmente e em bom tempo, acabou por ruir. O Sporting rege-se por valores e princípios e sentiu que o Clube de Ciclismo de Tavira também os partilha. Temos um ‘ADN’ similar", considerou Bruno de Carvalho.

O acordo de colaboração assinado entre Sporting e município de Tavira implica uma parceria para o desenvolvimento desportivo do concelho e da formação de jovens atletas, abrangendo igualmente outras modalidades.

Para já, foram apenas anunciados oito ciclistas, mas o director-desportivo Vidal Fitas revelou que a equipa deverá ter 12 elementos.

David Livramento e Valter Pereira transitam do último plantel, agora na companhia dos reforços portugueses Luís Fernandes (ex-W52), Hugo Sabido (ex-Louletano) e Júlio Gonçalves (ex-Anicolor) e dos espanhóis Jesus Ezquerra (ex-Activejet), Mario Gonzalez (ex-Activejet) e Oscar Gonzalez (ex-Efapel).

A equipa vai ser apresentada aos adeptos sportinguistas em Janeiro, num dos jogos caseiros do Sporting no Estádio José Alvalade, ainda por anunciar.