Maria de Belém: “Não sou comentadora de notícias de actualidade”

Candidata apresentou 9200 assinaturas e advoga por simplificação burocrática do processo

Maria de Belém anunciou que era candidata à Presidência da República a 17 de Agosto
Foto
A candidata entregou cerca de 9200 assinaturas e fez reparos ao processo de formalização de candidaturas junto do TC Miguel Manso

“Não sou comentadora de notícias de actualidade”, disse esta terça-feira a candidata presdeincial Maria de Belém Roseira após a formalização da sua candidatura no Tribunal Constitucional (TC). Deste modo, a ex-ministra socialista e antiga presidente do PS, escusou-se a comentar a situação do Banif.

“Não sou comentadora de notícias da actualidade e nunca me iria meter numa questão dessa natureza, temos de nos habituar que cada um dos órgãos de soberania faça aquilo que é o seu papel e o seu trabalho, o melhor possível”, disse a candidata à Saída do Palácio Ratton, na companhia de Alberto Martins.

A candidata entregou cerca de 9200 assinaturas e fez reparos ao processo de formalização de candidaturas junto do TC. “Este processo é um processo que não é complexo, mas é burocraticamente muito pesado, deveria ser simplificado”, disse. Na sua mira está a emissão, por via informática, da certidão de eleitor. ”Que futuras candidaturas que venham a acontecer possam já beneficiar dessa mesma simplificação”, desejou.

Quanto à sua campanha, a candidata mostrou-se optimista. “As minhas perspectivas são muito positivas, desde o princípio que disse que avancei com esta candidatura para ganhar, considero que tem todas as condições para isso, há uma grande adesão”, destacou.