Editorial

As pressões do Reino Unido na União

Cameron diz que não quer o Reino Unido fora da União Europeia; e a União Europeia não quer perder o Reino Unido. Mas as negociações para que tais desejos se cumpram não registam avanços de monta. Desde que o primeiro-ministro britânico disse que faria um referendo sobre a permanência do Reino Unido na UE, enquanto negoceia em Bruxelas condições de excepção para o seu país, que o número de britânicos a favor da saída da União aumenta. O diário The Telegraph publicou agora uma sondagem onde 47% dos 20 mil inquiridos são a favor do Brexit (saída britânica da UE) e 38% contra. Em Bruxelas, aquilo que Cameron veria como um “bom acordo” é para vários líderes europeus uma “cedência inaceitável”, já que colocaria o Reino Unido numa situação de privilégio em matérias sensíveis, como os migrantes e os seus direitos sociais. Cameron tem um eleitorado a contentar e a UE princípios a defender. Poderão ganhar os dois?