Militares turcos divulgam gravação com aviso ao avião russo

"Aproxima-se do espaço aéreo turco. Mude a sua rota para Sul imediatamente", diz a voz na gravação divulgada. Sobrevivente russo diz que não houve aviso.

Os militares turcos divulgaram esta quinta-feira a gravação com o aviso feito ao caça bombardeiro russo abatido na zona da fronteira turco-síria, depois de o piloto que sobreviveu ter testemunhado que não houve qualquer contacto.

"Fala a Força Aérea turca. Aproxima-se do espaço aéreo turco. Mude a sua rota para Sul imediatamente", diz a voz na gravação divulgada como sendo da comunicação com o caça russo. A comunicação é feita em inglês.

"Não houve avisos nem por rádio nem visuais", disse Konstantin Murakhtin, que estava na função de navegador no aparelho abatido pela Turquia. "Não houve qualquer contacto. Podia ver perfeitamente o mapa e o o terreno, o local onde estava a fronteira. Não havia qualquer possibilidade de entrarmos na Turquia", disse.

O Governo turco disse que o caça entrou em espaço aéreo turco e que, por ter ignorado o aviso para mudar de rota, foi abatido, por motivos de segurança nacional.

A gravação foi divulgada por existirem versões diferentes do que aconteceu - o acidente azedou as relações entre os dos países que, ainda assim, na quarta-feira deram passos importantes para o alívio da tensão provocada pelo abate, na terça-feira.