Sam X
Foto
Sam X

Scale2Go: Uma rede social para eventos de lazer

Queres fazer uma descida de canoagem mas não tens companhia? Queres organizar um passeio de bicicleta só com amigos?

Imagina que no próximo fim de semana tens vontade de fazer alguma coisa, mas não queres estar sozinho — passear de bicicleta, correr, visitar algum local. O scale2go pretende ser uma ferramenta que te ajuda a realizar essas actividades e a organizá-las. Com amigos ou com desconhecidos.

Ana Faria, sócia-fundadora desta rede social, trabalhou com Andreas Meiszner no projecto. A responsável, formada em Economia e em Gestão Industrial, explica ao JPN que o conceito surgiu por “necessidade dos seus fundadores”, que muitas vezes pretendiam realizar actividades mas não conseguiam encontrar nem grupo, nem a data ideal para o fazer. “Achámos que deveria haver uma forma mais eficaz de se conseguir juntar um grupo ou de se encontrar uma data ideal”, conta. Nas suas palavras, o scale2go serve para “qualquer um que queira arranjar uma forma mais eficaz de organizar o seu tempo livre”. Ana deixa bem claro que a startup não vai realizar eventos. Quer é deixar aberta uma plataforma e fazer a ponte entre pessoas ou entidades para que eles próprios disponibilizem os seus eventos. O objectivo de base é permitir aos utilizadores “conseguir concretizar uma actividade que de outra forma não poderia”.

Organizar, participar e solicitar

Foi lançado em Maio deste ano, mas já se encontrava em conceptualização desde o ano de 2013. Tem todos os traços de uma rede social comum e contém características típicas como comentários, fotografias e pedidos de amizade. Apesar disso, baseia-se na organização de eventos de lazer. O registo na rede social não tem qualquer custo para os seus clientes. A estrutura para os mesmos assenta em três pilares de base: organizar, participar e solicitar. Cada utilizador pode assumir qualquer um desses papéis. “Eu posso, por exemplo, organizar um passeio de bicicleta só para os meus amigos. Posso participar numa actividade que já esteja disponível na rede, como uma visita a um sítio, ou posso, também, às vezes solicitar uma actividade”, revela Ana Faria.

O que é mais precisamente o solicitar? Segundo a gerente, através dessa opção, o utilizador “revela a sua intenção de fazer uma actividade” que não esteja ainda disponível na rede e “aguardar que surja alguém com capacidade para a organizar”. Esse alguém será outra pessoa inscrito na rede. A actividade fica então registada nos site e permite que outros se possam inscrever para a mesma, de forma a assegurar o grupo mínimo necessário para ela se realizar. Por isso mesmo, o website também se dirige a profissionais da organização de eventos de lazer. “Os profissionais vêm porque naturalmente há uma série de actividades que têm um custo inerente, que de facto têm de ser realizadas por alguém da área”, como uma descida de canoagem.

Depois de realizada a actividade, será possível aos participantes atribuir à pessoa ou entidade organizadora uma nota de 1 a 5, além de um comentário sobre a mesma.

O projecto scale2go foi desenvolvido com várias parcerias entre as quais a Wiremaze, que tratou da parte tecnológica do serviço, da BICMinho, que se ocupou da parte económica e de captação de financiamento e capitais de risco e, por fim, a Lufthansa Ground Service Portugal que se dedica a eventos, activação de marca e é vocacionado sobretudo para actividades turísticas.