Sampaio da Nóvoa ganha apoios na direcção do PS

Sete dos 15 membros do secretariado socialista estão com a candidatura do ex-Reitor

Foto
Fernando Veludo/NFACTOS

O PS tomou a decisão de não apoiar oficialmente nenhuma das candidaturas anunciadas à Presidência da República, mas a situação política está a fazer com que muitos dirigentes de topo do partido declarem o seu apoio, publicamente, a António Sampaio da Nóvoa. O candidato independente recebeu, até agora, sete apoios declarados no secretariado nacional do PS. E alguns deles fazem parte do núcleo restrito mais próximo de António Costa.

Fernando Rocha Andrade, João Galamba, Graça Fonseca, Jorge Gomes, Manuel Pizarro, Maria do Céu Albuquerque e Pedro Bacelar juntam-se, assim, a outros dirigentes do partido que decidiram fazer campanha pelo ex-Reitor. Na comissão política da candidatura estão presentes Vieira da Silva, Augusto Santos Silva e Gabriela Canavilhas, todos ex-ministros do PS. E ainda há vários “ministeriáveis” do PS na lista de apoiantes, como o especialista em políticas de Saúde, e negociador do PS nos acordos à esquerda, Adalberto Campos Fernandes.

O primeiro “jantar-comício” da candidatura, que se realiza este sábado, às 20 horas, na Escola Básica Sarah Afonso, em Lisboa, terá como oradores, além do candidato, a vice-presidente da bancada parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, e o ex-líder da CGTP, Carvalho da Silva. A presença de Carvalho da Silva é significativa porque ele próprio foi apontado como um dos possíveis candidatos de esquerda às Presidenciais, precisamente no mesmo espaço político que ocupa a candidatura de Nóvoa, fazendo pontes para os vários partidos de esquerda que agora acordaram viabilizar um Governo do PS.

Sampaio da Nóvoa partiu para esta candidatura com o apoio declarado dos três ex-Presidentes da República – Ramalho Eanes, Mário Soares e Jorge Sampaio – mas sem contar com nenhum dos partidos com representação parlamentar.

Da sua lista de apoiantes fazem ainda parte uma dirigente nacional do Bloco de Esquerda, Carmo Bica. Na estrutura da campanha está ainda como director de comunicação o antigo assessor de Catarina Martins, Pedro Sales. O director político da campanha é o jovem deputado socialista Pedro Delgado Alves.