Serviço de atendimento em língua gestual abre em Lisboa

O serviço da Câmara de Lisboa requer marcação prévia e é inaugurado segunda-feira.

Foto
O novo atendimento estará disponível a partir do início da próxima semana. PAULO PIMENTA

Um novo serviço de atendimento em língua gestual da Câmara Municipal de Lisboa vai abrir esta segunda-feira, 16 de Novembro, dia em que se assinala o Dia Nacional da Língua Gestual. A apresentação será feita no átrio do Edifício Central do Município de Lisboa, no Campo Grande, pelas 09h30 e contará com a presença do vereador dos Direitos Sociais, João Afonso.

O serviço, prestado através de marcação prévia, conta com a participação da Federação Portuguesa das Associações de Surdos, com quem a Câmara de Lisboa tem já um protocolo em curso. Na abertura desta nova valência, será feito o primeiro atendimento a um cidadão por um intérprete de língua gestual portuguesa.

Este programa insere-se no esforço da CML de ter uma ligação cada vez mais directa com os seus munícipes, nomeadamente com a comunidade surda. Esta relação já fora afirmada com a tradução em língua gestual das reuniões públicas da câmara, implementada em Maio deste ano, tanto para quem assiste nos Paços do Concelho como para quem vê através da Internet.

Segundo dados da Associação Portuguesa de Surdos, estima-se que existam cerca de 120 mil pessoas com algum grau de perda auditiva em Portugal e cerca de 30 mil surdos falantes nativos de língua gestual portuguesa. 

Texto editado por Ana Fernandes

Sugerir correcção