Foto

A Criada Malcriada chega à televisão no Fox Comedy

Canal FX muda de nome e de foco: só comédia, entre a qual pequenos programas portugueses como o fenómeno em cartoon ou o stand-up de Salvador Martinha, Luís Franco-Bastos e Diogo Faro

Das redes sociais para a televisão, e com autorização da Senhora, os cartoons A Criada Malcriada vão estrear-se na Fox Comedy como série de miniprogramas. O canal, até agora conhecido como FX e que ganha nova identidade e programação a partir de dia 18, vai ainda receber no Fox Comedy Club o stand-up de Salvador Martinha, Luís Franco-Bastos e Diogo Faro e a nova série de Rob Lowe The Grinder.

Apresentada na tarde desta quarta-feira em Lisboa, a grelha e nova marca do canal Fox centrou-se exactamente na programação original em português. São pequenos programas - A Criada Malcriada limpa a casa em doses de 30 segundos de segunda a sexta e o Comedy Club abre a porta ao sábado, semanalmente em programas de 1,5 a 3 minutos de duração para cada um dos três humoristas - que querem ser um sintoma televisivo de que "a comédia em Portugal está a fervilhar", como explicou Gonçalo Moura, director de programas dos canais Fox em Portugal.

Não se pense, contudo, que é desta que se revela a autoria do fenómeno da "geba" da Criada e da Senhora que desde Dezembro de 2012 povoa a Internet (com mais de 82 mil likes no Facebook). O actor Manuel Moreira, que diz que desde que fez a apresentação do livro em 2013 tem o público convencido de que é o autor do cartoon satírico - "não sou", volta a frisar na Casa do Alentejo, na Baixa lisboeta - é a voz das duas personagens nas curtas animações. "Amigo próximo do autor", diz ser uma eterna "cobaia" das piadas antes de irem parar à web e que agora serão animação televisiva em estreia às 20h10 no dia 23 e que depois vão "salpicar a grelha", explica Gonçalo Moura, ao longo da semana.

PÚBLICO -
Foto

Trinta e cinco programas para já, tal como os 30 já gravados do Comedy Club, e que aguardam resultados de audiências para saber se haverá mais temporadas. As imitações de Luís Franco-Bastos, o #nomebeto de Salvador Martinha ou a visão de Diogo Faro sobre #Erasmus são a forma de levar a stand-up comedy à televisão. "O humor mais original e mais independente que se faz hoje é o que se faz em palco", defende Salvador Martinha entre elogios jocosos aos colegas (Diogo Faro ausente, algures na Índia) e o sublinhado que a comédia em Portugal está em alta sim, mas que é preciso "projectos com condições". Ou seja, "há muitos canais" que querem ter comédia portuguesa, "mas a custo zero" explica, frisando ainda a importância de registar o stand-up como já o fizeram projectos soltos no tempo como Levanta-te e Ri (SIC, 2003-06), Sempre em Pé (RTP2, 2007/8) ou o mais recente Graças a Deus (Canal Q). O Fox Comedy Club, gravado a partir de um espectáculo dos três humoristas no Café Concerto do Teatro A Barraca com cerca de cem pessoas na assistência, vai para o ar às 22h30 aos sábados.

PÚBLICO -
Foto

A comédia volta a ter um canal na televisão por subscrição portuguesa à semelhança da experiência feita pela SIC entre Outubro de 2004 e Dezembro de 2006 com o SIC Comédia, e com expectativa de que "melhore a performance do canal anterior", como disse Gonçalo Moura. Da grelha vão constar os programas que o FX já agregava, como a animação de Os Simpson ou Family Guy, mas também ganhará à Fox Life Uma Família Muito Moderna, recebe Foi Assim que Aconteceu (How I Met Your Mother), 2 Broke Grils e Mike & Molly. Em blocos de dois ou três episódios de cada série e em transmissão de segunda a sexta "para alimentar o consumo em maratona que é o mais tradicional da comédia", defende o director de programação.

A estreia internacional do canal com novo nome e marca é The Grinder, protagonizada por Rob Lowe e que se estreia dia 21 com boas críticas a precedê-la nos EUA de origem. A premissa: um actor que interpretou um advogado e que vê a sua série cancelada e decide juntar-se ao irmão na sua firma de advocacia.

Ausente da grelha está outro fenómeno em língua portuguesa nascido na web - e do outro lado do Atlântico. Porta dos Fundos, que a Fox transmitiu recentemente, tem uma nova série criada exclusivamente para a televisão na Fox brasileira, O Grande Gonzalez, que desde a sua estreia no dia 2 já se transformou no segundo mais visto da televisão por subscrição no país. Os canais Fox portugueses estão em negociações com o colectivo de humoristas para estrear O Grande Gonzalez em Portugal e também para repor os webisódios já transmitidos no Fox Comedy, respondeu ao PÚBLICO Gonçalo Moura.