Amazon abre primeira loja física e é... uma livraria

Gigante do comércio online passa a ter espaço físico inteiramente dedicado a livros, mas que está dependente do site.

Fotogaleria
Amazon
Fotogaleria
Amazon
Fotogaleria
Amazon

A Amazon tem a partir desta terça-feira a sua primeira loja e a primeira livraria físicas, 20 anos depois de ter sido lançada em site e se ter tornado a gigante do comércio online. Localizada em Seattle, cidade sede da Amazon, a loja oferece os mesmos preços que o site e tem aos dispor dos clientes os best-sellers e os dispositivos Kindle, Echo, Fire TV e Fire Tablets, num espaço que mistura papel e tecnologia.

De aspecto semelhante a qualquer livraria tradicional, a Amazon Books tem apontamentos que a diferem da maioria das lojas de livros. Todos os exemplares (entre 5000 a 6000) têm a capa virada para os leitores e debaixo de cada livro existe uma pequena placa que indica o número de estrelas que a obra tem actualmente na loja online e um comentário de um cliente da Amazon que adquiriu o livro.

Os livros que se encontram à venda na Amazon Books são escolhidos com base na avaliação que recebem na loja online (número de estrelas ou prémios recebidos pelos autores pela obra), no número de pré-encomendas, vendas, popularidade e avaliação dos curadores, explica a Amazon na apresentação da sua primeira loja física.

A livraria está, assim, directamente dependente da loja online da Amazon, já que é a partir da informação que é aí reunida que um livro vai parar aos mostradores da loja física. A Amazon sublinha que a sua app é essencial para que os clientes tenham acesso a outras críticas aos livros feitas por consumidores no site, a mais informações sobre determinada obra ou para comprar produtos relacionados com o livro em causa. Os preços não diferem entre loja online e física, tendo o leitor a vantagem de ter em mãos o livro adquirido na hora.

Aberta todos os dias entre as 9h locais e as 21h e ao domingo entre as 11h e as 18h na University Village, a Amazon Books é considerada uma “loja sem paredes”. “Há milhares de livros disponíveis na loja e outros milhões em Amazon.com”, afirma a empresa, que com este modelo de negócio evita ter nas suas prateleiras livros que não vendem e que acabam por ficar meses e anos à espera de comprador.

A livraria está dividida por categorias, entre elas vencedores de prémios, 4,5 estrelas ou mais, idades entre 6 e 12 ou os favoritos do pessoal da loja, que vão sendo actualizados.