Marisa Matias será a candidata à Presidência da República apoiada pelo Bloco

Nome deverá ser aprovado no domingo, dia da mesa nacional do BE.

Foto
Marisa Matias é eurodeputada Nuno Ferreira Santos

A eurodeputada Marisa Matias deverá ser a candidata apoiada pelo Bloco de Esquerda para concorrer a Belém.

A informação deveria ter sido conhecida no domingo, dia da mesa nacional do Bloco, mas começou a ser avançada nesta sexta-feira pela SIC Notícias.

O PÚBLICO tentou contactar o Bloco de Esquerda, mas a resposta foi apenas a de que não comentam a informação que está a ser veiculada.

Marisa Matias é eurodeputada pelo Bloco de Esquerda desde 2009. Tem 39 anos (nasceu a 20 de Fevereiro de 1976) e é natural de Coimbra, onde já foi candidata também à Câmara Municipal. Doutorou-se pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e, embora agora em regime de exclusividade no lugar de eurodeputada, é investigadora do Centro de Estudos Sociais, onde as suas áreas de interesse incluem as relações entre ambiente e saúde pública, ciência e conhecimentos e democracia e cidadania. 

Marisa Matias será 15.ª candidata a apresentar uma candidatura a Belém, juntando-se a António Sampaio da Nóvoa, Marcelo Rebelo de Sousa, Maria de Belém Roseira, Edgar Silva (apoiado pelo PCP), Henrique Neto (empresário e ex-deputado do PS), Orlando Cruz (ex-militante do CDS), Paulo Morais (antigo vice-presidente da Câmara do Porto), Cândido Ferreira (ex-presidente da Federação do PS de Leiria), Castanheira Barros (advogado e ex-candidato à liderança do PSD), Paulo Freitas do Amaral (antigo presidente da Junta da Cruz Quebrada-Dafundo), Graça Castanho (docente universitária), Paulo Borges (fundador e antigo presidente do PAN), Jorge Sequeira (psicólogo) e Manuela Gonzaga (historiadora apoiada pelo PAN).

Todos estes candidatos anunciados têm até um mês antes das eleições (que se realizam em Janeiro mas ainda não têm dia marcado) para formalizar as candidaturas, necessitando de pelo menos 7500 assinaturas de apoiantes.