Coligação vence eleições sem maioria absoluta

Sondagem Intercampus para o PÚBLICO, TVI e TSF dá à coligação Portugal à Frente (PaF) um máximo de 41,6% dos votos. Bloco de Esquerda supera a CDU.

Foto

A coligação Portugal à Frente (PaF) ganha as eleições legislativas deste domingo. Segundo a sondagem da Intercampus para o PÚBLICO, TVI e TSF, a coligação do PSD e do CDS obtém entre 36,8% e 41,6 %, um intervalo que se foi estreitando e que não permite a maioria absoluta.

O PS de António Costa alcança entre 29,5 e 33,9%, correspondendo à eleição de 77 a 89 parlamentares. A surpresa surge com o resultado do Bloco de Esquerda (BE), que supera a Coligação Democrática Unitária (CDU), constituída pelo PCP e Os Verdes, o que acontece pela primeira vez. O BE pode alcançar até 12%, num valor médio de 10,2%, elegendo entre 15 e 23 deputados. Já a CDU fica-se entre os 6,7 e 10,3%, com a eleição de 12 a 20 parlamentares.

Quer o Livre/Tempo de Avançar quer o Pessoas, Animais e Natureza (PAN) e o Juntos Pelo Povo elegem, cada um, um deputado. A abstenção ficou entre os 39 e os 43%.

Esta sondagem foi baseada em 17.716 entrevistas recolhidas em 27 freguesias de Portugal continental, com um erro de amostragem de mais ou menos 0,7% para um intervalo de confiança de 95%.

Os resultados da sondagem da Intercampus para a TVI e PÚBLICO são corroborados pelos estudos de opinião divulgados pela RTP e a SIC.

O canal público de televisão atribui entre 38 e 43% ao PaF e de 30 a 35% aos socialistas de António Costa. No entanto, dá uma margem de duas décimas favorável à CDU sobre o Bloco de Esquerda, ou seja, 9,2% para a coligação dos comunistas com Os Verdes e 9% para os bloquistas.

Por seu lado, a SIC também dá a vitória à coligação de Passos e Portas, com um resultado entre 36 e 40%, contra 29 a 33% do PS. E atribui ao BE entre 8 e 10%, superando a CDU, que ficará entre os 6 e os 9%.