Open House Lisboa abre portas de 30 espaços

Roteiro deste ano "propõe um novo olhar sobre Lisboa através da escolha de pontos elevados que permitem a observação da sua malha urbana", revela Trienal da Arquitectura

A iniciativa Open House Lisboa regressa no fim-de-semana de 10 e 11 de Outubro para abrir ao público as portas de 30 espaços da capital, anunciou a Trienal de Arquitectura de Lisboa. Teatros, igrejas, museus, casas privadas, escolas, palácios e alguns espaços habitualmente fechados ao público em geral, vão estar abertos ao público durante dois dias, com visitas livres ou guiadas.

De acordo com a organização, até agora estão confirmados 30 espaços de Lisboa, entre eles a Casa Príncipe Real, o Centro de Comando Operacional de Lisboa, a Central de Recolha de Resíduos Urbanos Compactos da Parque Expo, o Teatro Thalia e o Atelier Pedro Pacheco.

O Palácio de Santos, onde está instalada a embaixada da França, a Extensão do Oceanário de Lisboa, a Garage Films, o Museu da Electricidade, o Observatório Astronómico de Lisboa, e o Palácio da Justiça de Lisboa são outros dos espaços que também já confirmaram a adesão até agora.

Segundo a Trienal, o roteiro deste ano "propõe um novo olhar sobre Lisboa através da escolha de pontos elevados que permitem a observação da sua malha urbana, de percursos em bairros estratégicos e visitas que desvendam as particularidades de edifícios de referência".

A iniciativa foi lançada em Londres, em 1992, pela arquitecta e curadora britânica Victoria Thornton para dar a conhecer espaços de valor arquitectónico e cultural de referência a um público alargado, e já passou por cidades como Oslo, Nova Iorque, Roma, Helsínquia, Praga, e Buenos Aires.

A Trienal de Lisboa sublinha que o regresso da iniciativa visa promover a descoberta e interesse do público em geral pelo património edificado através de visitas que são comentadas por voluntários ou pelos próprios autores dos edifícios. Esta quarta edição da Open House Lisboa é realizada em parceria com a Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC), terá como comissário Fernando Sanchez Salvador e a coordenação de Inês Marques.