Apresentação das selecções do Mundial: Roménia

O râguebi romeno não tem sofrido grande desenvolvimento nos últimos anos e os “Carvalhos” apenas podem ambicionar derrotar o Canadá

Ao contrário da Geórgia, por exemplo, a Roménia pouco ou nada tem evoluído nos últimos anos. Embora tenham marcado presença em todos os Mundiais, os romenos ficaram sempre pela fase de grupos e este ano não será diferente. O jogo contra o Canadá será o único do campeonato dos rivais de Portugal no Torneio Europeu das Nações.

 

Liderada pelo galês Lynn Howells, o râguebi romeno continua a basear o seu jogo quase em exclusivo na combatividade, mas a nível de gestão de jogo ainda tem muito a aprender. No ADN romeno, a ideia fulcral é que sem mêlée não há vitória e a dedicação a esta ideia torna-se muito limitante e acaba por tornar os seus jogos demasiado previsíveis: o objectivo é colocar a bola nos fisicamente poderosos avançados e bater, bater, bater.

PÚBLICO -
Foto

 

PÚBLICO -
Foto

As figuras da equipa jogam no pack avançado, que alinha quase todo em França, e os incontornáveis Valentin e Andrei Ursache por lá andarão, a fazer estragos nas mêlées adversárias.

 

Nas linhas-atrasadas, a figura é Catalin Fercu, “10” dos Saracens que também tem jogado a “15” e que é extremamente rápido e com um bom pontapé. Foram ainda chamados por Howells quatro naturalizados: Michael Wiringi, Paula Kinikilau, Johannes Van Heerden e Otar Turashvili.

 

Curiosidade

A primeira bola de râguebi a entrar na Roménia foi levada por estudantes romenos que regressavam ao seu país no final dos seus estudos em França, no início do século XX e, em 1913, foi formado oficialmente o primeiro clube: o Stadiul Roman. Nos anos seguintes, surgiram 17 novas equipas em Bucareste. Em 1924, nas Olimpíadas de Paris, a Roménia foi uma das três selecções convidadas a participar, mas o saldo final foi negativo: derrotas com a França (59-3) e Estados Unidos (39-0).

 

Jogos na Fase de Grupos

23/09: França-Roménia, 20h00

27/09: Irlanda-Roménia, 16h45

06/10: Canadá-Roménia, 16h45

11/10: Itália-Roménia, 14h30

 

Convocados

Avançados: Paulica Ion, Mihaita Lazar, Andrei Ursache, Alexandru Tarus, Horatiu Pungea, Andrei Radoi, Otar Turashvili, Eugen Capatana, Valentin Popirlan, Johannes Van Heerden, Marius Antonescu, Valentin Ursache, Mihai Macovei, Viorel Lucaci, Stelian Burcea, Ovidiu Tonita, Daniel Carpo.

Três-quartos:  Florin Surugiu, Valentin Calafeteanu, Tudorel Bratu, Danut Dumbrava, Michael Wiringi, Paula Kinikilau, Florin Vlaicu, Csaba Gal, Adrian Apostol, Ionut Botezatu, Florin Ionita, Madalin Lemnaru, Catalin Fercu, Sabin Stratila.