Vandoma vai para a Av. 25 de Abril, Fontainhas recebe passarinhos e outros bichos

Moradores do Passeio das Fontainhas passam a ter feira à porta ao domingo, com a montagem a arrancar às 5h.

Foto
A Vandoma vai sair das Fontainhas apesar dos protestos dos vendedores

O Passeio das Fontainhas vai deixar de ter a Feira da Vandoma, mas não vai deixar de ser o recinto de uma feira. Tal como já deixara antever, a Câmara do Porto quer transferir para ali a Feira dos Passarinhos, que está neste momento instalada junto à Cadeia da Relação. A decisão foi contestada pelos comerciantes das duas feiras, que pediram para permanecer nos locais onde hoje estão, mas a câmara descartou as reclamações, defendendo que, em ambos os casos, o espaço “deixou de reunir as condições mínimas para a realização da feira”.

A proposta para o novo regulamento das duas feiras – incluindo a periocidade, horário e localização – deverá ser aprovada na reunião do executivo da próxima terça-feira, depois de analisadas as reclamações apresentadas durante o período de discussão pública. A intenção anunciada da autarquia de alterar a localização das feiras gerou muita contestação, sobretudo dos comerciantes da Vandoma, que têm recusado serem enviados para Campanhã, invocando – como o vendedor Manuel Martins, na Assembleia Municipal de 22 de Junho de 2015 – os benefícios da localização actual. “Não há um morador que se possa queixar da feira, os clandestinos é que já quase chegam à Batalha. Estamos numa zona típica, turística do Porto, os emigrantes e os estrangeiros vão lá fotografar-nos”, disse, na altura, o comerciante, em representação de todos os vendedores, e já depois de uma proposta do PSD, para que a feira permanecesse nas Fontainhas, ter sido rejeitada.

A Câmara do Porto, que inicialmente apontava como nova localização para a Vandoma a Alameda de Cartes acabou por descartar esta hipótese, aceitando a proposta da Junta de Freguesia de Campanhã para que a feira se passe a realizar na Avenida 25 de Abril. É aí que aos sábados, entre as 8h e as 13h, e a partir de 1 de Janeiro de 2016, os interessados poderão encontrar os produtos em segunda mão vendidos pelos comerciantes devidamente licenciados para o efeito. O regulamento que vai a votação na terça-feira especifica, contudo, que “é permitido aos actuais ocupantes da feira manter a ocupação em causa, até seis meses após a entrada em vigor do presente regulamento”.

Os regulamentos não estão acompanhados de qualquer indicação de que a fiscalização de ambas as feiras será reforçada, apesar de os abusos decorrentes da falta de fiscalização ser a principal queixa apresentada pelos moradores das Fontainhas,em relação à Feira da Vandoma.

A partir de 1 de Janeiro, correndo tudo como está previsto nos novos regulamentos da autarquia, os moradores do Passeio das Fontainhas vão deixar de conviver com os vendedores de artigos em segunda mão, para passarem a ter à porta os vendedores de “animais de companhia”, já que o novo regulamento estende o âmbito da feira para lá da venda de pássaros.

A nova localização é apontada como possuindo melhores condições e capaz de permitir “a abertura desta feira a novos agentes que vêm manifestando a sua intenção junto do município”. A proposta de regulamento, nos seus considerandos, destaca mesmo “a possibilidade (…) de comercialização de outros animais de companhia para além das aves”, algo que, salienta o mesmo documento, era já algo praticado na feira, à revelia das regras.

A Feira dos Passarinhos irá realizar-se entre as 7h e as 13 de domingo, mas os comerciantes podem começar a montar os seus espaços duas horas antes, ou seja, a partir das 5h.