Torne-se perito

Tom Watson é o novo vice-líder do Labour

Cargo foi criado nas eleições internas que hoje levaram à eleição de Jeremy Corbyn para a liderança.

Foto
Tom Watson foi um próximo de Gordon Brown Stefan Wermuth/REUTERS

Tom Watson é o vice-líder dos trabalhistas, um novo cargo criado nas eleições internas que culminaram com a eleição de Jeremy Corbyn para a liderança do partido. Espera-se de Watson, 48 anos, que ajude a reconstruir o partido, após a derrota nas eleições de Maio, e também a criar pontes entre o novo líder e a maioria do grupo parlamentar do Labour, que não se identifica com as suas posições.

Foi eleito à terceira volta, com 50,7% dos votos, depois de na primeira ter conseguido 39,4. Os seus concorrentes eram Stella Creasy, Angela Eagle, Caroline Flint e Bem Bradshaw.

Com fama de organizador, Watson tem ligações profundas aos sindicatos.  É próximo da central sindical Unite – a certa altura partilhou um apartamento com Len McCluskey, o líder – e das organizações locais do partido. Foi aliado e colaborador próximo do ex-líder e primeiro-ministro Gordon Brown e viveu nesse período aquela que, disse depois, foi a pior semana da sua vida política, quando erradamente foi acusado de enviar emails insidiosos. O jornal que o envolveu, o Mail on Sunday, acabaria condenado a pagar-lhe uma indemnização.

Deputado desde 2001, teve papel destacado na eleição de Ed Miliband para a liderança em 2010. Tem, segundo o Guardian, um estranho dom para estar no centro dos dramas partidários do Labour.

Sugerir correcção