Incêndio no Zoomarine destruiu exposição de dinossauros

Chamas ficaram circunscritas a uma tenda onde estavam expostos 30 dinossauros robots. Não há feridos.

Foto
Virgílio Rodrigues/arquivo

O incêndio que deflagrou esta manhã no Zoomarine, em Albufeira, destruiu o espaço onde está patente uma exposição sobre dinossauros, com réplicas destes animais à escala real. As chamas foram rapidamente dominadas pelos bombeiros e ninguém ficou ferido.

Fonte da Protecção Civil disse à Lusa que a área onde está instalada a exposição interactiva "Era T-Rex", inaugurada no ano passado e com perto de 30 réplicas de dinossauros, foi isolada por questões de segurança mas o parque temático continuou aberto ao público. Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro de Faro, o alerta foi dado às 11h46 e por volta das 12h30 as chamas estavam dominadas.

Diogo Rojão, do gabinete de comunicação do Zoomarine, explicou que o fogo deflagrou antes do horário de abertura da exposição ao público, o que acontece às 13h, pelo que não estava ninguém no local, o que contribuiu para evitar danos pessoais. "Houve algum susto, sobretudo por causa do fumo, mas o fogo foi extinto rapidamente e as pessoas continuaram a divertir-se no resto do parque", afirmou ao PÚBLICO.

A exposição situa-se num espaço criado para o efeito, na parte de trás do parque, e inclui grandes esculturas móveis de dinossauros, construídas à escala real e que funcionavam de forma electrónica, assemelhando-se a robots, explicou Diogo Rojão. "Foi uma novidade no ano passado e também este ano, uma vez que introduzimos mais pormenores como florestas, efeitos de som e fumo, e estava a ser um sucesso", afiança, lamentando que os danos sejam "bastante profundos".

Porém, a dimensão real dos estragos e o prejuízo causado pelo incêndio ainda vão ser calculados. "A nossa primeira preocupação foi garantir a segurança das pessoas", sublinha Diogo Rojão. As causas do acidente estão também por apurar. "As autoridades vão abrir uma investigação."

No local estiveram nove veículos e 23 operacionais das corporações de bombeiros de Albufeira, Silves e Lagoa, apoiados por elementos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e da Guarda Nacional Republicana (GNR).

Inaugurado em 1991 enquanto parque temático dedicado às espécies marinhas, em particular aos golfinhos, que se tornaram a imagem de marca do espaço, o Zoomarine foi eleito pelo portal de viagens TripAdvisor, em 2013 e em 2014, o sétimo melhor da Europa na sua categoria. Tem recebido em média 500 mil visitantes por ano, segundo dados da própria instituição, e no ano passado atingiu em Agosto um número recorde de visitas num dia: mais de 8300 pessoas.