Juntos, Laurel e Howie lutaram contra o cancro

Fotogaleria

"Só começas a compreender o que significa viver quando és confrontado com a tua própria mortalidade. Ninguém quer falar da morte. Sabemos que anda por aí, que temos de enfrentá-la um dia, mas escolhemos ignorá-la até sermos forçados a confrontá-la. A minha família teve de falar da morte." Laurel Borowich, a mãe da fotógrafa Nancy Borowick, soube pela primeira vez que tinha cancro da mama em 1997. Sobreviveu e manteve-se saudável até 2009, quando o tumor tornou a aparecer. Após tratamento e remissão do tumor, tornou a incidir em 2011, desta vez forte e implacável. Howie Borowick, pai de Nancy, foi um homem saudável até Dezembro de 2012, quando lhe foi diagnosticado um cancro do pâncreas. Howie e Laurel lutaram juntos e em simultâneo contra a doença que ameaçava as suas vidas. Em entrevista ao P3, Nancy explicou: "Comecei esta série de fotografias porque queria passar o máximo de tempo possível com os meus pais. Eu conhecia a realidade do cancro. Sabia que o tempo era limitado e não queria perder um segundo. A minha câmara transformou-se numa ferramenta que me protegia emocionalmente, talvez, da realidade da situação e permitiu-me estar presente da forma que eles precisavam. Também queria captar a sua essência, o seu amor, a sua força e a sua capacidade de focar-se nas coisas boas da vida." Howie faleceu quase um ano antes de Laurel. "O meu pai amava tanto a minha mãe que faria qualquer coisa por ela. Tiveram os seus problemas durante o casamento, como qualquer outro casal, mas ultrapassaram-nos. As pessoas que amas vivem dentro de ti e isso está gravado na pessoa que tu és. Eu terei sempre o meu pai e os seus passos de dança e o riso da minha mãe. Ele não queria deixá-la sozinha, mas tinha medo de estar cá sem ela." Os seus pais confiaram que contasse a sua história na esperança de que pudesse tocar as pessoas. "Ajudou-os, de certa forma, e por isso valeu a pena. Ambos viveram o suficiente para compreender o enorme impacto que o projecto teve e sei que isso teve significado para eles." É possível ouvir Nancy e compreender melhor a sua experiência através do vídeo do projecto. "Cancer Family, Ongoing" já foi publicado no Lens Blog, na Time, entre outros, e está actualmente em exposição no festival internacional de fotografia Visa Pour L'Image, em Perpignan, França. Para veres mais imagens, segue @cancerfamilyongoing. Ana Marques Maia

 

Esta série valeu à fotógrafa o segundo lugar no World Press Photo (categoria Long-Term Project).