Costa não afasta Manuela Ferreira Leite de um Governo PS

Líder socialista fala de “uma identidade de pontos de vista muito significativa” com ex-presidente do PSD

O presidente António Costa diz que espera adjudicar a obra no início de 2013
Foto
António Costa, primeiro-ministro Nuno Ferreira Santos

António Costa não afasta a hipótese da social-democrata Manuela Ferreira Leita integrar um Governo do PS. Numa entrevista ao semanário Sol esta sexta-feira, o secretário-geral diz mesmo que entre ele e a ex-presidente do PSD existe “uma identidade de pontos de vista muito significativa”.

Questionado sobre a possibilidade de os sociais-democratas Pacheco Pereira ou Manuela Ferreira Leite poderem fazer parte do seu Governo, Costa afirma: “Não vou estar aqui a especular com nomes que, ainda por cima, estão filiados noutros partidos. Mas digo-lhe que Pacheco Pereira, pela sua própria natureza, nunca estaria em nenhum Governo que ele não pudesse derrubar no momento a seguir. Serei sempre mais moderado do que Pacheco Pereira”, refere. Quanto a Ferreira Leite, Costa não responde mas refere que essa “identidade” de pontos de vista é “muito significativa”.

Manuela Ferreira Leite tem tido posições muito críticas das política do Governo de coligação PSD/CDS nas suas intervenções públicas, nomeadamente no seu espaço de opinião da TVI/24.

Sobre José Sócrates e a possibilidade de o ir visitar a casa se for libertado brevemente, Costa não vê grandes possibilidades dessa eventual visita por falta de tempo durante a campanha eleitoral.

Na entrevista ao Sol, o líder do PS revela ainda que nunca mais falou com António José Seguro, mas garante estar disponível para lhe oferecer uma participação “com certeza qualificada”, durante a campanha, se o ex-secretário-geral assim o quiser. “Não quero forçar ninguém a participar e quanto a ele, um militante qualificado, a ter uma participação será com certeza qualificada”, diz.