Um homem detido e aves apreendidas em operação de fiscalização de caça

Os animais foram entregues na Santa Casa da Misericórdia de Mértola, após exame da veterinária municipal.

Acção da GNR foi o culminar da <i>Operação Artémis 2015</i>
Foto
Acção da GNR foi o culminar da Operação Artémis 2015 enric vives-rubio

Um indivíduo detido, a apreensão de uma rola turca, de um rola comum, de um pombo-bravo e de duas espingardas. É o balanço de uma operação da GNR neste domingo, destinada a fiscalizar a actividade de caça. Teve lugar entre as seis da manhã e o meio-dia na zona de acção do Destacamento de Almodôvar.

Em comunicado, a GNR explica que no âmbito da chamada Operação Artémis 2015, o Destacamento Territorial de Almodôvar realizou “uma operação de fiscalização à actividade de caça e matérias relacionadas”.

Foi, diz, “o culminar de várias diligências realizadas pelo Núcleo de Protecção Ambiental do Destacamento Territorial de Almodôvar do Comando Territorial de Beja”. Ao longo de todo o ano foram encetadas “várias pesquisas de informações, acções de reconhecimento e fiscalização”. E neste domingo foi detido um indivíduo, “pelo crime contra a preservação da fauna e das espécies cinegéticas (caçar espécies não cinegéticas, nomeadamente a rola turca)”.

Para além disso, foram apreendidas “uma rola turca, duas espingardas de caça e duas cartas de caçador”, bem como "um pombo-bravo" e "uma rola comum, devido à proibição do exercício de caça a menos de 100 metros de local artificial de alimentação”.

O Núcleo de Protecção Ambiental elaborou um auto de notícia pelo crime contra a preservação da fauna e das espécies cinegéticas (caçar por métodos ou meios não permitidos) e apreendeu cinco laços utilizados para a caça maior. Foram, por fim, elaborados cinco autos de contraordenação no âmbito da legislação que regula a actividade de caça.

Os animais apreendidos, conclui o balanço da GNR, foram entregues na Santa Casa da Misericórdia de Mértola, após exame da veterinária municipal do concelho de Mértola