GNR detém suspeito de furto de contadores de água em Sintra

O suspeito terá furtado "dezenas de contadores em residências particulares e zonas industriais", que depois cortaria em pedaços para vender a sucateiras.

Um homem de 19 anos foi detido por suspeita do furto de dezenas de contadores de água na zona de Sintra, que depois desmantelava e vendia a sucateiros, informou o comando territorial de Lisboa da GNR.

O núcleo de investigação criminal de Sintra da GNR realizou na terça-feira “uma operação de busca, no âmbito de uma investigação de furto de metais não preciosos”, que decorria “há largos meses”, explicou, em comunicado divulgado esta quarta-feira, o comando da força de segurança.

“Nos últimos meses a localidade de Terrugem, Sintra, foi fustigada pelo furto de dezenas de contadores de água em residências particulares e zonas industriais, causando um enorme alarme social na população, bem como elevados prejuízos materiais”, acrescenta a nota da GNR.

No cumprimento de mandados de busca domiciliária e de busca em veículo, os militares apreenderam duas espingardas de pressão de ar, uma espingarda incompleta, uma navalha tipo ponta e mola, máquinas rebarbadoras, discos de corte e partes de contadores de água, adianta o comunicado.

De acordo com o tenente-coronel Tavares Duarte, do comando territorial de Lisboa, “as investigações vão prosseguir”, para identificação dos presumíveis receptadores do material furtado, na sequência da apreensão durante as buscas de diversa documentação relativa a vendas efectuadas em sucateiras.

No decurso das investigações foi identificado o suspeito dos furtos, que desmantelava e cortava em pedaços os contadores de água, dificultando a identificação da origem do metal não precioso, que posteriormente vendia “em diversas sucateiras do concelho obtendo um ganho de centenas de euros”, revela a GNR. O suspeito ficou sujeito à medida de coacção de termo de identidade e residência, após ser presente a primeiro interrogatório judicial.