José Mattoso é o mandatário nacional do Livre/Tempo de Avançar

Soromenho-Marques será mandatário em Setúbal e Alberto Melo é o nome escolhido para Faro.

José Mattoso, historiador, 79 anos
Foto
O historiador José Mattoso Foto: Pedro Cunha

O historiador José Mattoso é o mandatário nacional da candidatura cidadã Livre/Tempo de Avançar. Autor de inúmeras obras, dirigiu uma edição sobre a História de Portugal, foi prémio Pessoa em 1987, professor catedrático na Faculdade de Ciências Sociais da Humanas da Universidade Nova, presidente do Instituto Português de Arquivos e director da Torre do Tombo.

Em Junho, o historiador escreveu uma carta ao líder do Livre/Tempo de Avançar, Rui Tavares, na qual considerava que apoiar esta candidatura cidadã era "uma causa" pela qual "merece a pena lutar".

Além do nome de José Mattoso, o Livre/Tempo de Avançar anunciou ainda, nesta sexta-feira ao final da tarde, por comunicado, os mandatários de Setúbal e de Faro.

Em Setúbal, será o filósofo e professor universitário Viriato Soromenho-Marques. “Natural e residente em Setúbal, é professor catedrático na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e esteve, desde 1978, fortemente ligado ao associativismo em defesa do ambiente, tendo sido presidente da QUERCUS entre 1992 e 1995”, recorda, entre outros aspectos da biografia de Soromenho-Marques, o Livre/Tempo de Avançar na nota enviada à comunicação social.

Já Faro terá como mandatário Alberto Melo, que foi director-geral da Educação Permanente do Ministério da Educação a seguir ao 25 de Abril. É “um histórico do associativismo voluntário e especialista em educação de adultos”, justificam os membros daquela candidatura, destacando ainda, entre outros aspectos do currículo, a colaboração naquelas áreas com a Comissão Europeia, a UNESCO e a OCDE.

Em Coimbra, tal como já tinha sido anunciado, será o sociólogo Boaventura Sousa Santos o mandatário e, no Porto, o sexólogo Júlio Machado Vaz.