Apreendidos quase 12 mil euros durante o Mundial de Futebol de Praia

Das principais infracções a ASAE destaca a venda, circulação ou ocultação de artigos contrafeitos e o incumprimento de requisitos para o exercício de venda ambulante.

Foto
Rui Gaudêncio/arquivo

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu quase 12 mil euros em material, na sequência de acções de fiscalização realizadas durante o Mundial de Futebol de Praia, que decorreu em Espinho, entre os dias 9 e 19 de Julho.

Num comunicado, a ASAE relata a apreensão de várias unidades de material, entre as quais CD’s, colunas, óculos, relógios, bonés, balões, balanças e cosméticos.

As acções deste organismo público de fiscalização nos concelhos de Vila Nova de Gaia e Espinho resultaram ainda em dez processos-crime e 23 processos de contra-ordenação. Entre as principais infracções, a ASAE destaca a venda, circulação ou ocultação de artigos contrafeitos e o incumprimento de requisitos para o exercício de venda ambulante.

"As acções tiveram início no final do mês de Maio e incidiram sobretudo na fiscalização a estabelecimentos de restauração, hotelaria e diversão nocturna, empreendimentos turísticos e venda ambulante, tendo sido inspeccionados um total de 165 operadores económicos" lê-se no comunicado da ASAE.

E acrescenta: "Procedeu-se ainda à suspensão parcial da actividade de três estabelecimentos de restauração e bebidas e de dois empreendimentos turísticos devido à falta de condições de segurança e higiene, tendo ainda sido efectuada a detenção de um indivíduo pelo crime de usurpação."