João Soares e Jorge Lacão entraram em Lisboa

A lista de Lisboa aprovada pela concelhia foi alterada, por indicação de Costa. Beleza cedeu o lugar a João Soares.Lacão e Medeiros também ficam. De fora ficou Alberto Costa.

O editorial refere-se sempre a João Soares como o “filho de Mário Soares”
Foto
João Soares propôs a audição das as "secretas" depois dos ataques a Paris Daniel Rocha

O antigo presidente da Câmara de Lisboa, João Soares, deverá entrar na lista do PS no círculo eleitoral de Lisboa durante os arranjos finais que a lista sofreu na reunião da comissão política marcada para esta terça-feira à noite.

A entrada de João Soares em Lisboa, que há quatro anos se candidatou pelo círculo de Faro, foi proposta pelo secretário-geral, António Costa, já que na lista aprovada pela distrital na segunda-feira à noite, o seu nome não constava. João Soares entrou em 13º lugar e beneficou da desistencia de figurar em lugar elegivel assumida por Álvaro Beleza, que pediu para ser o ultimo suplente.
Já Jorge Lacão que tinha recusado ficar no lugar que a destrital lhe destinou, acabou por ficar em 10º lugar. Também repescada por Costa, depois de ter sido excluida da lista de Lisboa pela distrital, foi Inês de Medeiros. Já o ex-ministro da Administração Interna de António Guterres e ex-ministro da Justiça de José Sócrates, Alberto Costa, deixa o Parlamento.
A lista aprovada pela Federação da Área Urbana de Lisboa (FAUL) e que deverá ainda ser ajustada na reunião da comissão política nacional tem a seguinte ordem, que de acordo com a informação recolhida pelo PÚBLICO obedece a critérios institucionais e partidários. A expectativa dos socialistas em relação ao círculo de Lisboa é de elegerem entre 20 a 22 deputados.
O cabeça-de-lista é o secretário-geral, António Costa. O número dois é o antigo secretário-geral e líder do grupo parlamentar, Eduardo Ferro Rodrigues. O terceiro nome é Helena Roseta, presidente da Assembleia Municipal de Lisboa, que regressa a São Bento como independente pelo PS depois de ter sido deputada e dirigente deste partido. Roseta declarou ao PÚBLICO que pretende acumular o mandato na autarquia e na Assembleia.
O quarto nome na lista aprovada pela FAUL é o seu líder Marcos Perestrello. Segue-se Miranda Calha, o socialista que ocupa actualmente o mais alto cargo de Estado, sendo vice-presidente da Assembleia da República. A sexta candidata é a secretária nacional Maria da Luz Rosinha que regressa a São Bento, onde esteve com António Guterres até ser candidata e ganhar a Câmara de Vila Franca de Xira. O sétimo nome é o membro do Secretariado Sérgio Sousa Pinto. Segue-se o independente Mário Centeno, que dirigiu o documento macroeconómico que esteve na base do programa do PS.
Nona candidata é a presidente da Câmara Municipal da Odivelas, Susana Amador, que irá abandonar a autarquia para regressar na Assembleia, onde foi assessora, como deputada. O décimo nome é Vitalino Canas, deputado e antigo ministro. Em 11º surge Álvaro Beleza, uma escolha de António Costa e um dos membros da direcção de António José Seguro. Em 12ª aparece Edite Estrela, antiga eurodeputada que assim volta a São Bento.
Joaquim Raposo, presidente da Assembleia Municipal da Amadora, e apoiante de Seguro, surge em 13º. Segue-se o antigo líder da JS, Pedro Delgado Alves. Em 15º lugar aparece a vereadora da Câmara de Lisboa, Graça Fonseca que irá abandonar o município. Em 16º está Miguel Coelho, deputado. Em 17º aparece Ana Sofia Antunes, presidente da Associação de Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAP), independente e um convite pessoal de António Costa.
O 18º é Rui Riso da UGT e apoiante de Seguro, que entra pela quota do secretário-geral. Em 19º está o líder da JS de Lisboa, Diogo Leão. Em 20º surge a deputada Isabel Moreira. Em 21º está Ricardo Leão, de Loures. Em 22º Paulo Marques, de Sintra, também ele um apoiante de Seguro. Em 23º, Cláudia Ferreira, da região Oeste. Em 24º, Luís Reis, de Cascais. Em 25º o deputado e apoiante de Seguro, Rui Paulo Figueiredo. Em protesto por ficar num lugar tão baixo da lista, Rui Paulo Figueiredo demitiu-se de líder parlamentar do PS na Assembleia Municipal de Lisboa.