Personalidades gravam vídeo de apelo à libertação dos presos políticos em Angola

Os escritores José Eduardo Agualusa e Ondjaki e o músico Kalaf Epalanga estão entre as várias pessoas de diferentes áreas profissionais da sociedade angolana que participam no vídeo colocado no YouTube.

Várias personalidades ligadas a Angola apelaram às autoridades do país para libertarem os “jovens democratas” detidos no mês passado, em Luanda, através de um vídeo, partilhado no domingo no YouTube. Escritores, músicos, jornalistas, activistas e pessoas de outras áreas da sociedade, autodenominados “cidadãos independentes de Angola e do mundo”, pedem “respeito pela liberdade de expressão e pensamento”, consagradas na Constituição angolana.

Os escritores José Eduardo Agualusa e Ondjaki e o músico Kalaf Epalanga são algumas das personalidades que aparecem no vídeo e acusam o Governo de Angola de ainda não ter apresentado quaisquer provas, sobre a acusação de “tentativa de golpe de Estado” e a detenção de um grupo de jovens, a 20 de Junho de 2015.

O vídeo intitula-se de Liberdade Já

Freedom Now e é da autoria da comunidade Liberdade aos Presos Políticos em Angola, uma página na rede social Facebook, que luta pela defesa dos direitos daqueles que estão atrás das grades sob acusações semelhantes às dos jovens referidos no vídeo. O texto publicado junto da gravação, no YouTube, pede às pessoas que se solidarizem com a causa e que enviem para os autores os seus depoimentos.

Agualusa e as demais personalidades apelam a uma Angola “democrática, pacífica e socialmente mais justa”, onde “pensar diferente não seja um crime”. Uma das frases fortes do vídeo refere que a riqueza do país “não são os diamantes” e o “petróleo”, mas “as pessoas”.