Reuters
Foto
Reuters

Miguel Potes venceu o Prémio Jovem Cientista 2015 com trabalho sobre o Alqueva

Segundo a Sociedade Europeia de Meteorologia, este trabalho permite melhorar as medições da qualidade e da turbidez da água

A Universidade de Évora (UÉ) anunciou esta quinta-feira que o investigador Miguel Potes, da academia alentejana, foi distinguido pela Sociedade Europeia de Meteorologia com o Prémio Jovem Cientista 2015, por um trabalho científico sobre o Alqueva.

O prémio deve-se ao artigo científico "Satellite remote sensing of water turbidity in Alqueva reservoir and implications on lake modelling", publicado na revista Hidrology and Earth System Science. O artigo foi escrito por Miguel Potes, do Instituto de Ciências da Terra da UÉ, em colaboração com os também investigadores e professores da academia alentejana Rui Salgado e Maria João Costa.

Segundo a Sociedade Europeia de Meteorologia, este trabalho permite, não só melhorar as medições da qualidade e da turbidez da água, mas também da modelação do impacto das interações lago/atmosfera à escala regional.

O investigador, em declarações à agência Lusa, resumiu que, neste trabalho, recorreu a satélites para "conseguir estimar a qualidade da água e a turbidez do Alqueva e as respectivas implicações na modelação de lago". Trata-se de uma investigação que, frisou, "tem várias vantagens, a primeira" delas porque "permite ter uma análise diária da albufeira toda".

"Desta forma, recorrendo aos satélites, temos uma análise mais global e diária do Alqueva, em vez de nos restringirmos a um ou dois pontos de amostragem", explicou, realçando: "E os parâmetros que obtemos, depois, servem para melhorar a dita modelação de lago".

Em reacção ao prémio, o investigador, que estuda a influência atmosférica decorrente da existência da barragem do Alqueva, disse ter sido "uma surpresa". "É uma distinção que valoriza o trabalho que tenho vindo a desenvolver sobre o grande lago de Alqueva, sob orientação dos professores Maria João Costa e Rui Salgado e com o apoio da Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA)", congratulou-se. A distinção vai ser entregue em Sofia, na Bulgária, em setembro, numa cerimónia em que Miguel Potes vai proferir a palestra "How lakes influence the local atmospheric circulation".