Torne-se perito

Sun Ra, blaxploitation e utopias na Cinemateca (e não só)

Are You For Real? A pergunta serve de ponto de partida para o ciclo que a Africa.Cont e o Queer Lisboa propõem a partir de dia 4 de Julho na Cinemateca Portuguesa e na ZDB,

Foto
O Sun Ra de Space Is The Place será uma das estações do ciclo DR

Are You For Real? A pergunta serve de ponto de partida para o ciclo que a Africa.Cont e o Queer Lisboa propõem a partir de dia 4 de Julho na Cinemateca Portuguesa e na ZDB, com o sub-título “uma viagem afro-futurista do blaxploitation às utopias queer visuais e sonoras”.

Ao longo de uma semana, uma escolha de filmes, instalações e performances irá prolongar o olhar pelos cinemas e pelas culturas queer africanas iniciado na edição 2014 do Queer Lisboa, virando-se desta vez para o seu papel na cultura anglo-americana, transcendendo a mera definição LGBT para se alargar às sociedades e utopias alternativas – como aquela implicada pela música e pela imaginação fecunda do músico Sun Ra, presente através dos documentários Space Is the Place e The Brother from Another Planet e da instalação A Joyful Noise.

O olhar atento sobre o cinema negro de blaxploitation dos anos 1970 trará a exibição de Coffy, com a musa Pam Grier, de Cleopatra Jones, do clássico de Melvin van Peebles Sweet Sweetback's Baadassssss Song e o documentário de Isaac Julien sobre o género Baadassssss Cinema. Este último faz a “ponte” com o destaque à obra do britânico Julien, cuja ficção de 1991 Young Soul Rebels pareceu anunciar um novo olhar britânico para o cinema negro. A Cinemateca receberá ainda instalações video de Robert Mugge e Hank Willis Thomas, enquanto a performer americana Vaginal Davis se apresentará na ZDB. A “viagem afro-futurista” decorre até 11 de Julho.

Sugerir correcção