Duelo neozelandês e Brumbies no Cabo nos “quartos”

Na despedida de Dan Carter e Richie McCaw, os Crusaders ganharam; os Hurricanes voltaram a mostrar força

Os seis pimeiros já estavam encontrados, mas a 18.ª e última jornada da Fase Regular do Super Rugby serviu para definir os jogos dos quartos-de-final. Os dois primeiros classificados, Hurricanes (66 pontos e 15 vitórias) e Waratahs (52 pontos e 11 vitórias), vão ter uma semana de folga antes de receberem os vencedores das partidas dos “quartos”: Stormers-Brumbies e Highlanders-Chiefs. Fora do playoff pela primeira vez em 14 anos, os Crusaders saíram pela porta grande com uma vitória frente aos Brumbies.

Blues-Highlanders (7-44)

Num jogo de apenas um sentido, os Highlanders não tiveram dificuldade em ganhar a partida com ponto bónus (sete ensaios), garantindo que o jogo dos “quartos” seja em Dunedin - isto porque os Chiefs perderam com os Hurricanes. Naquela que foi a última aparição de Keven Mealamu (175 presenças no Super Rugby, 123 nos All Blacks),os Blues realizaram uma das piores exibições da época. A equipa da casa, três vezes campeã do Super Rugby, apenas conseguiu três vitórias nesta época.

PÚBLICO -
Foto

Rebels-Force (11-13)

De partida para o Japão, Scott Higginbotham viu a sua equipa, os Rebels, protagonizarem uma má exibição e deixaram-se superiorizar pelo último classificado do Super Rugby: a Western Force. Os forasteiros tiveram um Luke Morahan muito activo, responsável inclusivamente pelo ensaio. Os Rebels apenas reduziram aos 72’, através de Telusa Veainu.

Brumbies-Crusaders (24-37)

Mais duas despedidas do Super Rugby: Dan Carter e Richie McCaw. O primeiro vai para o Racing 92 e o segundo retira-se após o Mundial 2015. Num jogo em que ambas as equipas tiveram direito a um ensaio de penalidade, foram os Crusaders que levaram a melhor, tendo marcado um total de quatro ensaios contra três dos Brumbies. Nemani Nadolo, com mais uma bela exibição e dois ensaios, foi o homem que fez tremer as hostes australianas. Os Brumbies com este resultado, terão de jogar fora nos playoff.

Chiefs-Hurricanes (13-21)

Os Chiefs estavam numa luta com os Highlanders pelo quarto lugar, mas depois da vitória bonificada dos segundos e de uma exibição apagada dos homens de Hamilton, só lhes restou quedarem-se na quinta posição. Mesmo com o regresso da dupla Sonny Bill Williams/Charlie Ngatai, foi Bryce Heem o único marcador de ensaio. Os Hurricanes acabaram em estilo esta caminhada da Fase Regular com três ensaios.

Waratahs-Reds (31-5)

Os Waratahs conseguiram na segunda metade da competição resgatar um pouco da faísca que os caracterizou na época transacta e que inclusivamente os levou à vitória na competição. Acabam em segundo lugar, tendo assim direito a uma semana de folga. Contra os rivais Reds, os quatro ensaios surgiram apenas na segunda parte, com dois toques de meta de rajada, aos 53’ e 58’. Quade Cooper, ao cair do pano, fez o ensaio de consolação para os Reds, que não apaga a época desastrosa da sua equipa.

Bulls-Cheetahs (29-42)

Os Cheetahs conseguiram uma vitória com seis ensaios marcados e quatro sofridos, correspondendo à primeira vitória do novo treinador, Franco Smith. Desde que o técnico assumiu funções, os Cheetahs têm revelado outra atitude, que poderá vir a ser rentabilizada na próxima época. Os Bulls ainda marcaram primeiro, mas os Cheetahs responderam ainda na primeira parte com quatro ensaios, tornando a segunda parte num passeio.

Sharks-Stormers (34-12)

Com a situação dos Stormers já decidida e com os Sharks fora dos playoff, a equipa visitante decidiu apresentar-se com uma segunda equipa, o que permitiu uma boa despedida de Jannie e Bismarck du Plessis. Os Sharks fizeram uma exibição positiva, com cinco ensaios, um deles de Bismarck, que depois de 11 épocas no Hemisfério Sul ruma para a Europa.