Fotogaleria
Fotogaleria
DR

O hotel design das termas das Furnas

Nos Açores, em São Miguel, foi inaugurado oficialmente o Furnas Boutique Hotel Thermal & Spa. Nascido a partir das antigas termas, já faz parte da rede mundial Design Hotels

Está numa zona de beleza natural única, onde existe “a maior concentração de águas termais na Europa”. Aberto desde a Primavera em regime de "soft opening", Furnas Boutique Hotel Thermal & Spa foi oficialmente inaugurado no início de Junho nas antigas termas das Furnas, no concelho da Povoação, na ilha de São Miguel.

Foram anos de avanços e recuos mas, por fim, o antigo complexo termal das Furnas mostra-se em forma de hotel boutique, com 55 quartos, spa com piscinas termais dinâmicas e salas de tratamento, um restaurante com foco nos produtos regionais, um bar forrado a discos de vinil ou uma pequena loja de artigos típicos da ilha.

O hotel nasce de uma “profunda remodelação, principalmente ao nível da arquitectura e design de interiores” e, nas palavras de Vasco Cordeiro, presidente do Governo açoriano, citado pela Lusa, a sua “inauguração é uma vitória sobre a descrença”, cita a lusa. A unidade hoteleira, sob gestão da DHM - Discovery Hotel Management (Fundo Discovery), integra já a exclusiva rede Design Hotels.

PÚBLICO -
Foto

A unidade hoteleira até inova no conceito do "lobby", que se apresenta como uma espécie de mercado, com a recepão, bar, mercearia, local de trabalho e lazer (e o restaurante À Terra, onde até há forno a lenha).

Entre as actividades que hotel poderá providenciar aos seus hóspedes, contam-se passeios de bicicleta ou a pé pelos trilhos campestres, observação de cetáceos, nadar com os golfinhos, piqueniques, pesca ou mergulho em alto mar.

Uma noite no hotel, em época baixa ou aproveitando um preço promocional, poderá ficar por menos de 100 euros. Já no período nobre do Verão, os preços por noite deverão aproximar-se dos 140/50 euros.

Além do hotel Furnas, adianta a Lusa, o Fundo Discovery está também a concluir as obras do Hotel Príncipe do Mónaco, em Ponta Delgada, que teve a sua construção parada durante anos — para a ilha Terceira, foi também anunciado um novo hotel.