Vai abrir o primeiro parque de campismo naturista do interior do país

Com atraso por causa da burocracia, a Quinta do Maral abre portas nesta quarta-feira, no concelho de Marvão, perto da fronteira com Espanha.

Foto

O primeiro parque de campismo naturista no interior do país abre nesta quarta-feira, em Marvão, no Alto Alentejo. Situado numa quinta de 10 hectares, no coração do Parque Natural da Serra de São Mamede, o parque é um projecto privado que assenta na "economia da felicidade".

"Não esperamos enriquecer com este projecto, mas apostamos num sítio onde existe qualidade de vida e que nos permite viver disso mesmo", disse à Lusa Nuno Frade, um dos promotores. O parque de campismo naturista está situado na Quinta do Maral, junto à aldeia de Cabeçudos.

"O trunfo que temos para apresentar é esta região de excelência, conhecida por ´Sintra do Alentejo`, com a vantagem de não ter por perto o Cacém ou Mem Martins", em Sintra, no distrito de Lisboa, ironizou o responsável. Em 2012, Nuno Frade acreditava que seria possível inaugurar o espaço no ano seguinte mas o prazo foi-se estendendo devido a questões burocráticas relacionados com a legislação. Os obstáculos "foram terríveis de ultrapassar", lamentou.

O projecto contou com um investimento de 100 mil euros, suportados em 60% pelo Programa de Desenvolvimento Rural (ProDer).

Além do campismo naturista, o espaço disponibiliza diferentes serviços relacionados com o turismo de natureza, como passeios pedestres e programas de repouso e relaxamento, piscina e um espaço de convívio. "Com este projecto esperamos cativar visitantes portugueses e atingir o mercado estrangeiro, principalmente turistas oriundos da Holanda, Bélgica, Alemanha e França", disse Nuno Frade à Lusa.

Para o presidente da Câmara de Marvão, Vítor Frutuoso, este novo parque é uma "mais-valia" para a região. "É positivo, porque aumenta a nossa diversidade da oferta. Os empreendedores são jovens, largaram o meio urbano para vir para o interior e apresentaram mais uma solução de desenvolvimento", disse.

O autarca manifestou-se optimista quanto ao futuro do projecto, considerando que é mais uma forma de Marvão "criar alternativas económicas" e dar continuidade à perspectiva de manter o concelho com "vida e sustentabilidade".

Nuno Frade e a mulher, Paula, explicam no site do projecto que se conheceram em Sintra, onde integraram o grupo de escoteiros e ganharam "o gosto pelo turismo de natureza e em particular pelo campismo". Ele formado em Ciência Política, ela em Turismo, ambos tinham o "sonho de fugir do reboliço da grande cidade", pelo que decidiram rumar à terra "com o pôr-do-sol mais bonito do mundo" para criar este projecto de naturismo.

A Quinta do Maral vai abrir portas nesta quarta-feira, a tempo de celebrar o Dia Mundial do Naturismo, que se comemora a 28 de Junho. Segundo o site Portugal Naturista, até agora existia apenas um parque de campismo inteiramente naturista no país. No novo espaço de Marvão, a nudez é obrigatória (excepto para quem estiver a praticar nudismo pela primeira vez).

Em Portugal existem apenas sete praias oficiais para naturistas, todas no Sul (Almada e Sesimbra, costas alentejana e algarvia). Calcula-se que existam cerca de 10 mil praticantes de naturismo no país.