Sporting invoca justa causa para despedir Marco Silva

Treinador tinha mais três anos de contrato.

Foto
Marco Silva tinha mais três anos de contrato com o Sporting Srdjan Zivulovic/Reuters

O Sporting rescindiu contrato com o treinador Marco Silva, invocando justa causa.

A informação consta de um comunicado do Sporting enviado nesta quinta-feira à tarde à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD vem comunicar que, não tendo sido possível chegar a acordo, o treinador Marco Silva foi hoje informado do seu processo de despedimento por justa causa, diz o comunicado. No seu site oficial, o Sporting acrescentava que “foram dadas indicações expressas aos órgãos competentes para de imediato desenvolverem os necessários procedimentos, tendo hoje, Marco Silva sido informado desta decisão com efeitos imediatos.”

Marco Silva esteve nesta quinta-feira reunido com os dirigentes do Sporting, já depois de terem sido publicadas várias notícias dando conta de um acordo entre o clube de Alvalade e Jorge Jesus.

O treinador que no próximo mês completa 38 anos chegou ao Sporting no início desta temporada, tendo assinado um contrato válido por quatro anos. Na apresentação oficial como treinador dos “leões”, em Maio de 2014, o técnico assumiu um discurso ambicioso: “É um orgulho e uma honra representar este grande clube, um desafio fantástico. Sou um treinador ambicioso e não podia ser mais aliciante, é fantástico estrear-me na Liga dos Campeões e vamos dar uma resposta à Sporting”.

“O Sporting também comprou uma ideia [de jogo]. Parece-me um casamento perfeito. O Sporting tem de dominar os jogos e nós gostamos de uma equipa que possa dominar o jogo, dominar em posse e que seja equilibrada”, acrescentaria Marco Silva nessa ocasião. Mas o “casamento” esteve longe de ser perfeito e não tardaram a vir a público divergências com o presidente Bruno de Carvalho. Em Dezembro, o ambiente no Sporting foi dominado pela tensão e chegou a ser noticiado o despedimento de Marco Silva. A partir de então, o relacionamento com o dirigente “leonino” passou a ser marcado pela distância.

Antes de chegar ao Sporting, Marco Silva orientou o Estoril-Praia, clube que trouxe de regresso à I Liga e que qualificou pela primeira vez na história para as competições europeias. Levou o emblema da Linha ao quinto lugar da classificação em 2012-13 e melhoraria na temporada seguinte, em que foi quarto.